30 de nov de 2013

Senador mais corrupto do país é autor de reforma que amordaça redes sociais

Senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Por Fabiano Portilho, no Portal i9

A difusão de mensagens e comentários "ofensivos" à honra ou à imagem de candidatos, partidos e coligações será considerada crime e punível com cadeia e multa para o autor e seu contratante caso a presidenta Dilma Rousseff sancione sem vetos uma lei enviada pelo Congresso ao Palácio do Planalto na segunda-feira 25.

De acordo com a emenda do Senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), o autor de mensagens classificadas como criminosas será punido com multa de 5 mil reais a 30 mil reais e com prisão de seis meses a um ano. O castigo para quem o contratou é pior: de 15 mil reais a 50 mil reais de multa e de dois a quatro anos de cadeia.

Na justificativa por escrito que apresentou ao defender a criminalização, Cunha Lima dizia que as redes sociais tornaram-se poderosas na formação da opinião pública brasileira, mas “têm tido seu uso deturpado”, especialmente em períodos eleitorais. “Já se constatou”, dizia ele, “a contratação de grupo de pessoas para que realizem ataques, via internet, aos candidatos, partidos ou coligações”. Fonte : Trechos do Carta Capital.

Conheça o Senador "ficha suja" Cássio Cunha Lima (PSDB) considerado um dos Políticos mais corruptos do País, clique aqui.




Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com



Clique aqui e leia texto completo

Nesse Verão, visite a Paraíba!



Postagem relacionada: "Nesse Verão, visite Pernambuco!", clique aqui.

Postado originalmente às 16:13 - 27/11/2009.



Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com



Clique aqui e leia texto completo

11 de nov de 2013

Os piores serão escolhidos se os bons não forem reconhecidos!

para o Blog do Fábio Rodrigues

"Esperança: a capacidade dos bons reagirem aos maus detentores do poder"

"Proposição: os bons devem estar preparados e cada vez mais atentos quanto às informações disseminadas e não devem se submeter nunca ao medo, à subserviência ou ao assédio moral, por mais aterrador que seja."

"Reflexão: para que o mal seja feito, basta que os bons não façam nada!"

"Os piores serão escolhidos se os bons não forem reconhecidos". E a culpa é nossa! Ao votar oferecemos ao candidato um papel em branco com nossa assinatura para que ele o preencha. Ainda estamos aprendendo a votar. A constatação é facilmente comprovada ao visualizarmos a mediocridade política hoje vivenciada.

A imprensa também tem contribuído nesse processo da mesmice eleitoral. Quem disse que a imprensa foi criada apenas para divulgar os fatos de forma nua e crua? Para que servem então os comentaristas políticos?

Dificilmente vemos na imprensa escrita, falada, televisada ou pelos diversos caminhos da Internet referências sobre a pouca competência de políticos para abordar Programas, Projetos, Missão, Estratégias, Visão de Futuro.

Ao tratar de temas voltados à "conscientização política" sempre me vem a idéia imperativa de formar o gestor público como pré-requisito para candidaturas, seja no Executivo ou no Legislativo. Por que não refletir sobre a viabilidade da proposta? A imprensa poderia, e muito, contribuir com as mudanças em nossa cultura política. O caminho sugerido seria um bom começo.

É de Winston Churchil a observação de que “a democracia é o pior dos regimes, com exceção de todos os outros”. Ou seja, é o regime político suportável, na falta de um outro.

Década de quarenta. Churchil negociava o fim da segunda guerra mundial. À época os meios de comunicação eram limitados, de acesso restrito a poucos ouvidos e pouquíssimos olhos.

As informações circulavam em boas doses de espaços de tempo entre o fato e a notícia.

O que mantinha a população relativamente desinformada. Sem televisão, sem internet, sem marqueteiros, enfim, sem comunicação de massa e pouca possibilidade de manipulação da opinião coletiva, líderes emergentes tinham que demonstrar capacidade e competência.

De lá para cá muita coisa mudou! A tecnologia da comunicação, as mídias disponibilizadas e a velocidade com que podem ser fabricadas e disseminadas as informações tornam mais vulneráveis o imaginário coletivo.

Não existiam, como hoje, os instrumentos modernos de mídia e profissionais especializados para “fabricá-los” e “vendê-los”, como fazem com um sabonete.

Hoje candidatos são lançados no mercado com marca, embalagem e imagem desejada pela população. Aquela que é supostamente detectada como ideal através de pesquisas.

Como há bons e maus sabonetes no mercado, há bons e maus candidatos lançados. A diferença é que o sabonete você troca na próxima compra. O candidato somente após alguns anos. Muitas vezes, o tempo se estende além da imaginação.

Os caminheiros constatam com tristeza que o regime democrático, com o tempo, sofreu sensível piora. Seria heresia dizer que a evolução tecnológica no campo da comunicação contribuiu para tornar o regime menos aceitável.

O regime vem perdendo o charme de ser da tribo, pela tribo e para a tribo. Quem está no poder assume hoje a democracia como regime administrável segundo suas idéias e defesa de seus grupos. Essa atitude não só dificulta como impede, às vezes com truculência, o surgimento de novas lideranças.

Ao votar não deixe de ponderar que você está fazendo história e construindo no presente os cenários das gerações do futuro, incluindo seus filhos e netos. Pense nisso! Meditemos juntos!

Planeta Terra, 20 de outubro de 2009
Acesse meu site
Mauronunes.com
Veja meu blog
Reflexão de Caminheiro
Faça Comentários, entre em contato: mauronunesp@gmail.com

*Consultor de Estratégias empresariais e governamentais. Facilitador de Cursos de Gestão Estratégica.
Contribuições aos Sistemas Sebrae Unimed e O Boticário. Professor universitário, Diretor de Estratégias do Sebrae Nacional. Co-autor do Plano de Prioridades para as MPEmpresas brasileiras. Membro do movimento que criou o Sistema Nordeste de Apoio às MPE. Missão propositva de políticas de apoio aos pequenos negócios em Angola. Fundador da Institução (NAI), uma das inspiradoras da criação do Sebrae.

Postado originalmente às 15:13 - 20/10/2009.


Postagem relacionada: "Nosso futuro depende dessa luta entre políticos por vocação e políticos por profissão.", clique aqui.



Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com



http://www.publicamundo.com
 

Clique aqui e leia texto completo

6 de nov de 2013

Senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) faz refeição de R$ 7,5 mil com dinheiro do contribuinte

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) - Que fome é essa?

No Pragmatismo Político

Senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) é um dos reis da mordomia na "farra da boca livre". O parlamentar espetou uma conta de R$ 7,5 mil no contribuinte por uma única refeição numa famosa churrascaria. "A farra não tem fim nem limite", diz jornalista

Nem era para espantar mais ninguém, já que virou rotina, mas acho que Vossas Excelências andam exagerando, sem dar a menor bola para a torcida, quer dizer, nós, como diria o Heródoto Barbeiro.

“Congresso banca `hábito gourmet´ dos parlamentares”, denuncia o título da página A10 do Estadão do último domingo sobre as despesas com bocas-livres patrocinadas por parlamentares em que eles torram a nossa grana sem dó nem piedade.

O jornal ilustra a matéria com a reprodução da nota fiscal 221515 do restaurante “Porcão”, de Brasília, o preferido dos políticos que não se importam com o valor da conta, emitida em nome do senador Cássio Cunha Lima (o senador paraibano foi cassado pelo TSE quando era governador do Estado pela prática de abuso de poder político e econômico nas eleições de 2006)

Valor: R$ 7.567,60, ou seja, mais de dez salários mínimos. Na parte de “discriminação das mercadorias” encontra-se uma singela informação: “Refeições”. Não diz nem quantas foram servidas porque isso, certamente, não interessa a ninguém.

Pois ato publicado pelo Senado em 2010 determina que, para receber o ressarcimento dos gastos, os parlamentares devem apresentar “nota fiscal, datada, e com a completa descriminação da despesa”.

A boca-livre com dinheiro público foi oferecida pelo senador, após uma homenagem a seu pai, o ex-parlamentar e ex-governador da Paraíba Ronaldo Cunha Lima, que ficou famoso por ter disparado três tiros contra o seu antecessor Tarcísio Burity, em um restaurante de João Pessoa, sem nunca ter sido condenado, como relatam os repórteres Bernardo Caram e Andreza Matais.

Leia postagem completa no Pragmatismo Político, clique aqui.



Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com



http://www.publicamundo.com
 

Clique aqui e leia texto completo

5 de nov de 2013

Acompanhe como os senadores e deputados federais gastam nosso dinheiro dos impostos


Por Fábio Rodrigues

Ano que vem tem eleição e vejam que lançamento massa de um doutorando em engenharia de software do Centro de Informática (CIn) da UFPE, Kellyton Britopara, para podermos acompanhar como os senadores e deputados federais gastam nosso dinheiro dos impostos - http://www.meucongressonacional.com .

Vejam coisas interessantes, como verbas de deputados e senadores sendo gastas com portais e blogs políticos, como se fosse um cala boca, para os jornalistas e blogueiros não falarem mal deles, que na despesa aparece como "Divulgação da Atividade Parlamentar".

Além de consultorias que ninguém sabe onde fica e se mesmo existe ou é de laranja.

Fiquem atentos e que venha 2014.

Continuo defendendo que a melhor forma de diminuir a corrupção dessas raposas é tirando seus mandatos, colocando novos parlamentares, na idade ou na carreira política, pois eles ainda vão apreender a roubar e os que estão lá já são profissionais em roubar.

Avante!


Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo
Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.