31 de ago de 2012

Da euforia à depressão capitalista


Por Emir Sader, no seu Blog

A euforia capitalista dos anos 1990 levou à teoria da “new economics”. O capitalismo, marcado por suas crises cíclicas, deixaria de sofrê-las, para passar a uma fase sem crises.

Os novos desenvolvimentos tecnológicos impulsionariam um ciclo contínuo de desenvolvimento econômico, com a computação tendo o duplo papel de puxar uma demanda que se igualaria a do automóvel no século passado – incluindo um modelo novo anual -, ao mesmo tempo que permitiria prever antecipadamente os gargalos que permitiriam prever e solucionar preventivamente as crises.

A própria possibilidade de quaisquer garotos abrirem uma empresa na garagem de casa e a transformarem em uma empresa de sucesso mundial, quase sem capital inicial, seria a demonstração da pujança econômica do capitalismo e do caráter de “sociedades abertas” das sociedades capitalistas.

Essa festança acabou logo, com a crise de 2000, que desmentiu as teses e fez com que os teóricos da “new economics” partissem para outra moda, também de curta duração. As crises voltaram, com ela as recessões, até que se desembocou na prolongada e profunda crise atual, iniciada em 2007.

Tal como a bomba de tempo da febre de internet, desta vez a bolha de consumo girou em torno do setor imobiliário. Para tentar suprir, pelo menos temporariamente, o desequilíbrio entre produção e consumo, o sistema bancário foi ampliando os créditos, sabendo que nao correspondiam a capacidade real de pagamento por parte dos que os contratavam. Até que a pirâmide explodiu, todo o sistema imobiliário, ruiu, com milhões de pessoas sem conseguir pagar suas hipotecas, devolvendo os imóveis aos bancos, perdendo tudo, mas preferindo isso a continuar aumentando suas dividas.

As ruas da Califórnia se encheram de famílias morando nos seus carros, os bancos ficaram abarrotados de imóveis devolvidos, o sistema bancário chegou à beira do colapso, a recessão, através deste se propagou para o conjunto da economia. Os governos correram a salvar os bancos, com a ilusão de que os bancos salvariam os países. Os bancos se salvaram e no segundo ciclo da crise, a partir de 2011, os que quebraram foram os países.

A crise segue, sem horizonte de término, levando praticamente toda a economia europeia à recessão, enquanto países como os EUA e o Japäo permanecem entre crescimento zero e recessão.

Mas quando o capitalismo escancara suas contradições, seus limites, seu esgotamento, não surge no mundo ainda um modelo que o supere. A América Latina é a região que expressamente resiste – na maioria dos seus países – à hegemonia neoliberal, com Estados ativos que induzem o crescimento econômico e seguem ampliando suas políticas sociais, baseados em alianças regionais e com o Sul do mundo. Mas não tem o continente força própria para desenvolver um modelo alternativo ao neoliberalismo em escala mundial. Resiste, o que faz da América Latina a região de resistência ao polo neoliberal que ainda domina o centro do sistema.

Vivemos por isso um tempo de turbulências, mais ou menos prolongadas, até que um modelo e forças alternativas – que certamente terão a América Latina como um de seus protagonistas essenciais – possam conseguir construir uma alternativa ao capitalismo decadente.



Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com


Clique aqui e leia texto completo

#Eleicoes2012 : Facebook Brasil e o TSE


Por Fábio Rodrigues

Quem acompanha esse blog a um certo tempo sabe que defendemos sempre uma política séria, transparente e acima de tudo voltada para a coletividade.

Esse ano puxei o bom debate sobre as publicidades pagas de políticos no Facebook Brasil. Algumas pessoas, inclusive pensando que são progressistas demais, foram contra minhas ações.

Não sou contra o uso livre da internet, de forma igualitária, como a opção de criar a fanpage, o twitter, o blog, ... Outra coisa totalmente diferente é usar o poder econômico para se diferenciar entre os candidatos, pagando caro para aparecer nos anúncios das redes sociais e nos portais.

Assim sendo, sou contra e o TSE já proibiu desde as Eleições de 2010 a propaganda paga na internet, quer seja no Facebook através dos links patrocinados, quer seja no Google Adwords, ou mesmo direto nos portais de notícias.

Fico feliz inclusive de ter recebido um comunicado do TSE informando que minha constatação foi colocada na lista de ações desse tribunal. E os que me criticaram ou são desinformados e se acham progressistas pensem em melhorar a visão sobre a internet e o poder que tem os anúncios nesse novo meio de comunicação.

Vamos que vamos! Por uma eleição limpa, justa e igualitária, sempre.



Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com


Clique aqui e leia texto completo

14 de ago de 2012

MPF/DF ajuíza ação de improbidade administrativa contra Efraim Morais (ex-senador DEM/PB)

Ex-Senador e atual Secretário de Estado na Paraíba


Por Yvna Sousa, no Valor Econômico

BRASÍLIA - O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF) ajuizou uma ação de improbidade administrativa contra o ex-senador Efraim Morais (DEM/PB) por ele ter deslocado irregularmente funcionários de um programa do Senado para trabalharem para ele, que à época, era o primeiro-secretário da Casa.

O MPF pede a indisponibilidade dos bens de Efraim e ressarcimento do prejuízo causado ao erário, estimado em pelo menos R$ 750 mil, em valores da época. Caso seja condenado, o ex-senador também pode ter suspensos seus direitos políticos, ficar impedido de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais e creditícios e, ainda, pagar multa.

As irregularidades foram praticadas por Efraim Morais entre 2005 e 2008. Ele deslocou servidores nomeados para trabalhar no Interlegis, um programa de modernização do Senado, para o assessorarem. Alguns atuavam em seu escritório político, em João Pessoa, na Paraíba.

Em declaração prestada ao Ministério Público, Efraim afirmou que um dos funcionários que trabalhava na Paraíba apenas utilizava a infraestrutura de seu gabinete e que trabalhava para o Interlegis. No entanto, a direção do Senado admitiu que os cargos para o programa só poderiam ser lotados em Brasília.



Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com


http://www.publicamundo.com
 

Clique aqui e leia texto completo

10 de ago de 2012

Queremos salvar vidas e evitar fatalidades, afirma Dilma ao lançar plano de resposta a desastres naturais



A presidenta Dilma Rousseff afirmou que o Plano Nacional de Gestão de Risco e Resposta a Desastres Naturais, lançado na quarta-feira passada, 08/08/2012, tem como objetivo salvar vidas e evitar fatalidades. O plano terá recursos de R$ 18,8 bilhões até 2014 para garantir a segurança das populações que vivem em áreas suscetíveis a ocorrência de desastres naturais.

“Nós queremos salvar vidas humanas, nós queremos garantir que os estados, as regiões e os municípios tenham menos impacto, que as pessoas não percam suas casas. Nós queremos garantir que haja um processo pelo qual a gente evite as consequências danosas, tanto da seca quanto dos desastres naturais decorrentes de muita chuva (…) Nós iremos de fato nessa questão demonstrar que vamos dar um passo à frente no sentido de evitar todas as fatalidades que possamos, com todo o nosso esforço e com toda nossa determinação”, disse.

A presidenta disse que ficou impactada ao visitar no ano passado regiões atingidas por desastres naturais e desde então decidiu que o problema deveria ser enfrentado da forma mais profissional possível. Dilma disse ainda que a execução do Plano Nacional de Gestão de Risco e Resposta a Desastres Naturais era uma obrigação a ser feita pelo governo federal.

“Nós vivemos situações que nos impactaram, nos marcaram, que nos levaram e eu sou testemunha disso e em vários ministros, em vários secretários nos levarem até aquela determinação de que nós não poderíamos chegar novamente a enfrentar de uma forma que não fosse a mais profissional possível os desastres naturais. Por que? Porque eu vivi e vi o desespero do vice-governador Pezão e do governador Sérgio Cabral diante do que aconteceu na região serrana do Rio. Eu vi o imenso esforço de toda aquela região, no sentido de impedir aqueles deslizamentos e as fatalidades que ocorreram”, afirmou.


Fonte: Blog do Planalto



Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com


Clique aqui e leia texto completo

9 de ago de 2012

Senador Requião (PMDB/PR) responsabiliza Anatel pelo caos na telefonia do país



O senador Roberto Requião (PMDB/PR) falou sobre o relatório divulgado pela Anatel que mostra que a empresa de telefonia TIM derrubava propositalmente as ligações realizadas por usuários do plano Infinity. Para ele, a Anatel é a grande responsável pela manobra que prejudicou milhares de clientes. “A Anatel deveria agir como defensora dos interesses dos consumidores. E não como faz”, disse.

“Desde maio a Anatel tinha conhecimento que a TIM derrubava ligações do plano Infinity para faturar mais. Mesmo assim , autorizou a TIM a continuar vendendo novas linhas e não tomou qualquer medida para interromper a trapaça”, afirmou.

“É por motivos assim que apresentei um projeto no Senado para tornar mais rigorosa e transparente a escolha dos dirigentes das Agências Reguladoras”, disse Requião, explicando que seu projeto torna mais rigorosa a escolha dos dirigentes, com análise criteriosa dos currículos e prazos maiores para a avaliação dos indicados.

Além disso, o projeto abre o debate para a sociedade fazer parte da escolha dos dirigentes das Agências Reguladoras. “O meu projeto cria canais para que qualquer pessoa possa emitir sua opinião, fornecendo informações favoráveis ou desfavoráveis dos indicados”, contou.

“Hoje o processo de escolha dos dirigentes das Agências é um processo de cartas marcadas, obscuro, sem que o Senado ou a sociedade participem. O Governo manda os nomes para o Senado, as Comissões do Senado não discutem estes nomes, as sabatinas são feitas a ‘toque de caixa’”, relatou o senador, dizendo que em alguns casos os senadores votam a indicação antes mesmo de terminar a sabatina.

Com essa transparência vamos evitar com que o Governo nomeie pessoas que defendem mais os interesses das empresas do que o interesse dos consumidores. O caos na telefonia celular do nosso Brasil tem responsável. E a responsável é a Anatel, a sua omissão, a sua passividade diante dos desmandos das operadoras que chegou ao limite”, finalizou.

Fonte: site do Senador Requião.




Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com


Clique aqui e leia texto completo

O bom debate para João Pessoa 2012 (II)




Por Fábio Rodrigues

Desde 20 de maio que não escrevo nada sobre as eleições 2012 em João Pessoa. Foi no tempo que ainda tinha a possibilidade do "volta Agra", fato este que não se concretizou. Ontem estava na Drops conveniência, que fica no posto BR (Petrobras) de lado do comitê de Luciano (PT), e o assunto não poderia ser outro, como fica as eleições em Jampa?

Pois bem, Agra não está mais no PSB e apoia o candidato do PT Luciano Cartaxo. Fato este que da uma certa musculatura para postulação petista, gerando possibilidade real de chegar no 2º turno.

Petista como sou, esquerdista, venho escrever o que tenho dito verbalmente, não acreditava muito na candidatura do PT em João Pessoa, pois Cartaxo sempre foi um político de pouca expressividade, mesmo tendo sido vereador e está no momento como Deputado Estadual.

Com essa chegada de Agra e com a candidatura de Estela pelo PSB, que vai de ruim para pior, o menino da vez é Cartaxo, por mais que Maranhão (PMDB) e Cícero (PSDB) fiquem morrendo de raiva. Luciano, o do PT, esta no momento certo e no lugar certo. Vai precisar ser mais carismático e mostrar mais que as fotos de Lula e Dilma para ao povo pessoense, precisa mostrar conteúdo programático.

Quanto a Maranhão e Cícero estão nadando para morrer na praia. As rejeições que tem impossibilitam vencer qualquer disputa no 2º turno, muito mais se eles se juntarem, pois a rejeição é duplicada, que nem tapioca. Ai fica um caminho tranquilo para o outro ganhar no 2º turno, ou a outra, como comento abaixo.

Por fim, tenho dito também verbalmente que por mais que a candidatura do PSB esteja com as pernas bambas, é importante não subestimar a força do coletivo, se é que existe ainda, e também a memória do povo da cidade sobre a excelente primeira gestão de Ricardo Coutinho na frente da Prefeitura, seja dado a Cesar o que é de Cesar. E Estela pode supreender todo analista político metido a entendido e aparecer no 2º turno.

Vamos que vamos! O que vocês acham? Comentem ai.


Postagem relacionada: "O bom debate para João Pessoa 2012", clique aqui.


Crédito da montagem da foto: Portal WSCOM.



Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com


Clique aqui e leia texto completo

Nova Lei Rouanet é discutida no Recife, nesta segunda-feira (13/08)



A nova Lei Rouanet será tema de um encontro realizado na próxima segunda-feira (13/08) às 19h, na Fundação Joaquim Nabuco, no bairro do Derby, em Recife. Trata-se do seminário Cultura em Debate, ministrado pelo Secretário de Fomento e Incentivo à Cultura do MinC, Henilton Menezes, e o deputado federal Pedro Eugênio (PT-PE), autor do Procultura, medida que visa fortalecer o Fundo Nacional de Cultura (FNC), através de um processo de descentralização dos incentivos. A iniciativa determina um piso para que parte deste orçamento tenha seu campo de atuação ampliado para mais estados e municípios brasileiros.

O processo de distribuição de recursos pela Lei Rouanet foi tema de várias discussões e revisões nos últimos anos. A iniciativa oferece um desconto tributário à empresas privadas que escolhem projetos para patrocínio. Como estratégia de posicionamento, elas acabam mirando os mercados mais atrativos em termos de visibilidade para suas marcas, o que contribui para que haja uma grande quantidade de projetos contemplados no Sudeste, que agrega 79,11% dos recursos captados. A região Nordeste abraça cerca de 6,91%.

O projeto de lei do Procultura (6722/2010), encontra-se encaminhado no Congresso e necessita da aprovação da Câmara e do Senado para que entre em vigor ainda em 2013. O encontro “Cultura em Debate” irá discutir tais questões e promover esclarecimentos, com foco na mobilização pela construção de políticas públicas que unam a cultura ao desenvolvimento.

O evento é aberto ao público e as inscrições são gratuitas, através do site http://bit.ly/TcAAed.
Mais informações pelos telefones: (81) 3073.6688 ou (81) 3073.6689


Serviço

Seminário Cultura em Debate
Data: segunda-feira, 13 de agosto de 2012, às 19h
Local: Fundação Joaquim Nabuco – Rua Henrique Dias, 609 – Ed. Ulysses Pernambucano – Derby
Telefone: (81) 3073.6688 ou (81) 3073.6689



Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com



Clique aqui e leia texto completo
Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.