17 de dez de 2012

Seria o Senador Cícero Lucena (PSDB/PB) o culpado disso?

Cícero Lucena (PSDB/PB) - 1º Secretário do Senado Federal
Responsável pela administração da casa, inclusive licitações?

Senado comprou computadores por preço 50% maior que o praticado

BRASÍLIA - Em compras com dinheiro público não há pechincha, diz uma máxima conhecida em Brasília. E uma das últimas compras efetuadas pelo Senado é prova disso. No dia 7 deste mês, o Senado comprou de uma empresa de Curitiba 1.500 computadores de uma marca conhecida e amplamente comercializada pelo preço unitário de R$ 2.875. O valor é pelo menos 50% maior que o cobrado em lojas especializadas ou de departamentos. No total, o Senado pagou R$ 4,3 milhões pelas máquinas; e mais outros R$ 73 mil para ter direito a uma garantia estendida por mais 24 meses, além dos 12 meses convencionais já de fábrica.

O equipamento adquirido pelo Senado tem disco rígido de 500 gigas, memória RAM de 8 gigas e sistema operacional Windows 7. O mesmo equipamento é encontrado em lojas por cerca de R$ 1.900. A empresa fornecedora (Positivo) venceu a licitação, na modalidade pregão eletrônico, pelo menor preço. Em 2010, a empresa já havia vencido outra concorrência no Senado, para fornecimento de 2.020 equipamentos, com valor unitário de R$ 2.469.

A ata de preços, registrada em 7 de novembro, estabelece que, no total, o Senado vai adquirir até 3.654 equipamentos da empresa por um valor global de R$ 10,5 milhões. As estações de trabalho serão entregues em lotes de 1.500, na data que a Casa julgar adequada.

A garantia extra, ao custo de R$ 73 mil, prevê a prestação de serviços de assistência técnica através de manutenção corretiva com fornecimento de peças novas e originais. O contrato também estabelece que a empresa manterá, neste período de garantia, uma equipe técnica composta por profissionais habilitados, treinados e qualificados para prestação dos serviços — o Senado já tem o Prodasen, um centro de computação de grande porte que dá assistência a todo o Congresso, com centenas de funcionários especializados.

A assessoria de imprensa do Senado negou que o preço pago pela Casa seja superior ao praticado no mercado. Mas não informou, apesar da solicitação do GLOBO, quantos e quais foram os participantes do pregão eletrônico nem o preços cobrados por eles. Na sua página na internet, no campo destinado à transparência, essas informações não aparecem — somente é possível baixar o edital de concorrência do pregão 168/2012, de 24 de setembro.

De acordo com a assessoria, a concorrência realizada serviu para cadastrar empresa apta a fornecer o equipamento conforme necessidade do Senado: “Essa modalidade consiste na habilitação de empresa que se comprometa a fornecer produto ou serviço por preço e prazo predeterminados, em caso de demanda do órgão público”.


Fonte: O Globo


Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com

3 comentários:

  1. Fabio...eheheh tô aqui me segurando pra não gargalhar com teus posts...eheheh

    Você fala de corrupção mas não posta uma linhazinha sobre o julgamento do mensalão, sobre a aliança com Paulo Maluf em São Paulo ou sobre as práticas nefastas do PMDB de Sarney.

    Será que o PSDB é o vilão e os aliados do PT são os bonzinhos?

    Essa perseguição ao PSDB chega a ser patológica...

    ResponderExcluir
  2. A melhor coisa que os paraibanos farão ano que vem é aposentar esse Senador de direita do PSDB Cícero Lucena, assim como aposentaram José Maranhão e ninguém sente falta dele.
    Cícero nunca mais, nem para vereador.

    ResponderExcluir

  3. Faltou dizer também que ninguém sente falta do ex-senador Wilson Santiago do PMDB, bando de políticos profissionais, devem permanecer na aposentadoria política mesmo.

    A Paraíba merece algo novo e comprometido com o povo mais pobre principalmente, queremos Luiz Couto (PT) senador da Paraíba.

    ResponderExcluir

Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.