23 de jan de 2010

Uma mulher na Presidência?


Por Eduardo Guimarães, no Cidadania.com

Depois de ler aquilo que a imprensa e o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, chamaram de “nota oficial do PSDB” de resposta à afirmação da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, de que os tucanos pretenderiam acabar com o PAC e com o Bolsa Família, entendi o verdadeiro sentido da candidatura dessa... Mulher.

Eis o xis da questão. A truculência, a insolência, a “valentia” de Guerra parecem condutas daquele marido cachaceiro que chega em casa às três da madrugada e, ao ouvir uma reclamação da mulher, enfia-lhe a mão no rosto. O tom da “nota oficial” desse sujeitinho, é esse.

E esse é o sentido da candidatura Dilma. O Brasil já elegeu aquele que sofre menos discriminação neste país entre a elite, um operário, um “peão”, como essas elites chamam trabalhadores. Tenho minhas duvidas, porém, sobre se Lula seria eleito se fosse negro ou mulher.

Acho que o Brasil, por incrível que pareça, não é capaz, ainda, de eleger um negro, o mais discriminado entre os brasileiros. Mas talvez o próximo passo seja eleger o imediatamente mais descriminado antes dos “peões”, uma mulher.

Com Dilma, novamente o Brasil romperia um paradigma. Estaríamos indo, aos poucos, rumo à eliminação do absurdo que é um país que tem mais mulheres e negros do que homens e brancos jamais ter elegido presidente um entre a etnia ou entre o gênero que constituem maioria.

Eis que a visão de Lula vai se formando para a sociedade, o simbolismo em o grupo social mais discriminado na política depois dos negros queimar todas as etapas e colocar um membro do gênero feminino no mais alto cargo político da nação, em desafio franco e aberto à vontade do gênero opressor.

Com a sucessiva quebra de paradigmas de opressão e desigualdade que vem ocorrendo no Brasil, caminhamos para um destino que nos espera há séculos, o de uma das maiores nações entre todas estar moralmente à altura de seu gigantismo e de seu futuro de tantas e tão visíveis promessas.

PS: o governador José Serra poderia ser tão corajoso quanto a ministra Dilma Rousseff e enfrentá-la ele mesmo, em vez de mandar seus mastins fazerem o serviço.


Postagens relacionadas: "Vox Populi: Dilma já empata com Serra no Rio", clique aqui.
"PT ou PSDB faz terrorismo eleitoral?",
clique aqui.
"Será que Sérgio Guerra (PSDB-PE) vai se reeleger senador?",
clique aqui.
"O bom debate para o Brasil 2010 (IX)",
clique aqui.
"Programa do PT: Lula X FHC",
clique aqui.

Clique aqui e acesse todas postagens r
elacionadas com Sérgio Guerra.



Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com


2 comentários:

  1. Dilma vai ganhar as próximas eleições presidenciais, para desespero das elites e da direita brasileira. Não tem volta, é uma mulher nossa futura presidenta.

    ResponderExcluir
  2. Oi Juliana,

    Precisamos trabalhar muito para dar contunuidade ao projeto exitoso do Presidente Lula. Essa continuidade tem nome e se chama Dilma.

    Porém, não podemos entrar no clima do já ganhou ou coisa parecida. Precisamos convencer cada familiar, cada amigo, cada pessoa que temos contato da importância da Ministra Dilma frente a presidência a partir de 2011.

    Cada cidadão tem a capacidade de ser um multiplicador dessa corrente, do bem e pra frente!

    Abraço fraterno.

    ResponderExcluir

Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.