26 de jul de 2009

MEC : Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica



O Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica é resultado da ação conjunta do Ministério da Educação (MEC), de Instituições Públicas de Educação Superior (IPES) e das Secretarias de Educação dos Estados e Municípios, no âmbito do PDE - Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação – que estabeleceu no país um novo regime de colaboração da União com os estados e municípios, respeitando a de autonomia dos entes federados.

A partir de 2007, com a adesão ao Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação, os estados e municípios elaboraram seus respectivos Planos de Ações Articuladas, onde puderam refletir suas necessidades e aspirações, em termos de ações, demandas, prioridades e metodologias, visando assegurar a formação exigida na LDB para todos os professores que atuam na educação básica.

Os Planejamentos Estratégicos foram aprimorados com o Decreto 6.755, de janeiro de 2009, que instituiu a Política Nacional de Formação dos Profissionais do Magistério da Educação Básica, com a finalidade de organizar, em regime de colaboração da União com os estados, Distrito Federal e municípios, a formação inicial e continuada desses profissionais.

O Plano Nacional de Formação é destinado aos professores em exercício das escolas públicas estaduais e municipais sem formação adequada à LDB, oferecendo cursos superiores públicos, gratuitos e de qualidade, com a oferta cobrindo os municípios de 21 estados da Federação, por meio de 76 Instituições Públicas de Educação Superior, das quais 48 Federais e 28 Estaduais, com a colaboração de 14 universidades comunitárias.

Clique aqui e acesse as informações completas e possibilidade de inscrição.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

Elite branca sustenta, com muito dinheiro, o golpe em Honduras


Por Renato Rovai, no seu Blog

O movimento social hondurenho denuncia que os empresários do país teriam feito uma caixinha de 6 milhões de Lempiras (a moeda local do país, o equivalente a 320 mil dólares) para desarticular o movimento social e atacar suas lideranças.

Essas lideranças asseguram que nos próximos dias vai aumentar a repressão ao movimento popular. Estariam sendo treinados 120 franco-atiradores na casa de um coronel aposentado de nome Amílcar Zelaya. A residência deste oficial da reserva era conhecida na década de 80 por ser um centro de tortura.

Há uma rádio em Honduras, curiosamente de nome Rádio Globo que está fazendo uma cobertura interessante do golpe. Parece que é o único meio tradicional que não aderiu. Pode-se ouvi-la pela internet aqui.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

25 de jul de 2009

O bom debate para Pernambuco 2010 (V)

João Paulo (PT-PE)

Por Fábio Rodrigues

Parece que as cartas agora estão na mesa. A espucalação de que João Paulo (PT-PE), ex-prefeito (duas vezes) do Recife e atual Secretário Estadual do Governo Eduardo Campos (PSB), poderia não ser o candidato a Senador pelo PT acabou.

O Governador mostrou que não aceita ingerência de terceiros na condução do processo sucessório, e definiu de forma bastante clara a chapa da vitória - Eduardo (PSB) / João Paulo (PT) / Armando Monteiro Neto (PTB). A participação de João na Gestão é demonstração que não adianta nem choro nem vela, o prego foi batido e a ponta virada.

Não tenho dúvida que João Paulo será o Senador mais bem votado das eleições do ano que vem. Vai supreender muitos oposicionistas. Terá como enorme desafio ajudar na eleição da Ministra Dilma (PT) a Presidência da República.


Postagem relacionada: "O bom debate para Pernambuco 2010 (IV)", clique aqui.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

16 de jul de 2009

Já estamos entre os 100 mais votados no TopBlog



Por Fábio Rodrigues

Obrigado a todos e todas que votaram em nosso Blog, já estamos entre os 100 Blogs de Política mais votado no Prêmio TopBlog. Com muita alegria que recebemos essa notícia hoje.

Para ver a lista basta clicar aqui e escolher a categoria Política, está na seção Pessoal.


Aproveitamos para pedir aqueles que ainda não votaram em nosso Blog para votar agora, é rápido e fácil, basta colocar o nome e e-mail, e depois você receberá uma confirmação no seu e-mail. Clique aqui e nos ajude a divulgar nosso Blog nacionalmente. Rumo ao 1º lugar!

Contamos com o apoio dos amigos leitores e muito obrigado.


Postado originalmente às 17:13 - 02/07/2009.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

O bom debate para Paraíba 2010 (VI)



"Eu tenho pena é dele" - Governador José Maranhão (PMDB) para o Prefeito e futuro Governador Ricardo Coutinho (PSB).

"Arrogância pode ser derrubada pelo povo" - Edvaldo Rosas, presidente municipal do PSB / João Pessoa, sobre declarações de Maranhão.

Postagem relacionada: "O bom debate para Paraíba 2010 (V)", clique aqui.



Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

13 de jul de 2009

O bom debate para Pernambuco 2010 (IV)

1 - João Paulo (PT), 2 - Marco Maciel (DEM),
3 - Sérgio Guerra (PSDB), 4 - Armando Monteiro (PTB).

Por Fábio Rodrigues

Muito tem se falado sobre a disputa das duas vagas para o Senado Federal em 2010. Com toda essa crise vivida pela casa, a reeleição dos atuais mandatários não vai ser tarefa fácil. Pois a população está consciente que uma renovação se faz necessário.

Hoje quem poderá concorrer a reeleição são os Senadores Marco Maciel (DEM) e Sérgio Guerra (PSDB), ambos ligados ao ex-governador e Senador Jarbas Vasconcelos (PMDB). Bem que Guerra tem passeado nos últimos dias ao lado do Governador Eduardo Campos (PSB). Surpresa pra alguns!

Numa pesquisa recente, quem surge na frente é o petista João Paulo, que foi prefeito por duas gestões da cidade do Recife. É uma foto, mas precisa ser levada em consideração, mesmo com a distância de mais de um ano da eleição. Ele tem uma força muita grande na capital e região metropolitana. No entanto, ele terá que vencer uma disputa mais acirrada, a indicação do seu nome dentro do PT.

A pesquisa para revista Carta Capital do Instituto Método apresenta o ex-prefeito como primeiro colocado na pesquisa de intenção de voto para o Senado, com 22,9%. Em segundo lugar está Marco Maciel (DEM), com 20,2%, depois Sérgio Guerra (PSDB), com 15,9%, e Armando Monteiro Neto (PTB), com 10%. É ressaltado ainda que João Paulo vence no Recife, com 30,2%, e na Região Metropolitana, com 34%. Leia um pouco da reportagem, clique aqui.

Temos também o Deputado Federal Armando Monteiro Neto (PTB), presidente da CNI, e que tem um bom trânsito com o Eduardo Campos (PSB). Tem chances de emplacar a vaga de Senador pela escalação do time - Eduardo/João Paulo/Armando. Assim como Jarbas fez em 2002 - Jarbas/Marco Maciel/Guerra.

Quanto a Guerra novamente, já surgiram notícias que ele pode desistir da reeleição para o Senado e garantir uma vaga de Deputado Federal. Trocar o duvidoso pelo quase certo! Pesquisas e cálculos irão definir essa decisão.

Em algum momento nos debates as pessoas lembram o nome do secretário estadual Fernando Bezerra Coelho (PSB). Pois muitos sabem de sua pretensão de ser Senador, mas acredito que só para 2014, pois o PSB já está bem contemplado na chapa majoritária com Eduardo Campos.

E Marco Maciel corre por fora. Com seu jeito de não gostar muito das câmeras, vai fermentando a candidatura utilizando sua imagem como um "Marco" para Pernambuco.

E por falar em câmera, estamos presenciando em Pernambuco as campanhas partidárias, que deveria ser colocadas a serviço do partido, com suas ideias e suas propostas, sendo utilizadas para promoção pessoal. No DEM é com Marco Maciel, no PSDB com Sérgio Guerra, e agora o PR com Inocêncio Oliveira e Cia.

A maioria não respeita mesmo as Leis Eleitorais! Caixa 2, boca-de-urna, compra de voto e ninguém é punido mesmo. Ou melhor, poucos são os punidos, ainda. A esperança é que mude para melhor e que a regra seja respeitada por todos.

Enfim, a disputa das duas vagas será uma oportunidade de tirar da antiga "União por Pernambuco" a hegemonia desde 2002. Na qual o campo das esquerdas não possui nenhuma das três vagas de Senador. A tendência mais forte hoje é de jogo empatado em 2010, 1 X 1. A partida ainda tem muito tempo para iniciar, novos fatos e muito trabalho ainda precisa ser feito e sem dúvida será a disputa mais apertada desde 2002.

Postagem relacionada: "O bom debate para Pernambuco 2010 (III)", clique aqui.


Postado originalmente às 00:13 - 24/06/2009.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

12 de jul de 2009

'Nunca acreditei no fracasso'


Da Redação Carta Capital

No dia 7 de setembro, durante as comemorações do 187º aniversário de Independência do Brasil, o delegado Protógenes Queiroz vai se filiar a um partido político e se preparar para concorrer, em 2010, a uma vaga na Câmara dos Deputados. Em estado de graça desde a apresentação da nova denúncia contra o banqueiro Daniel Dantas, em 6 de julho, a dois dias do primeiro aniversário da Operação Satiagraha, Queiroz decidiu reforçar o número de viagens e palestras (mais de cem, em um ano) que faz País afora. Sobretudo depois de ter sido afastado da Polícia Federal, em abril, sob a acusação de “participação em atividade político-partidária”, por ter subido no palanque, em setembro de 2008, no comício de um candidato do PT à prefeitura de Poços de Caldas, em Minas Gerais. Na quarta-feira 8, enquanto se preparava para participar de um evento contra a corrupção no Rio de Janeiro, Protógenes Queiroz falou, por telefone, à CartaCapital.

CartaCapital: O senhor foi afastado, primeiro, do comando da Operação Satiagraha, depois, das funções de delegado. Em algum momento, achou que aquele trabalho de investigação iria fracassar?
Protógenes Queiroz:
Nunca acreditei que todo o esforço de investigação da Satiagraha, ao longo de quatro anos, fosse fracassar. Sempre acreditei na capacidade técnica dos meus companheiros da Polícia Federal, apesar de muitos lá dentro terem sofrido os mesmos problemas que sofri.

CC: Que problemas?
PQ:
Principalmente de remoção de efetivos, de diminuição de agentes e de pessoal para analisar as informações. Mas, como se viu, isso foi superado.

CC: Como o senhor recebeu a notícia da denúncia formulada pelo procurador Rodrigo De Grandis, do Ministério Público Federal de São Paulo, contra Daniel Dantas e outras treze pessoas ligadas ao Opportunity?
PQ:
Isso me deu um sentimento de dever cumprido. Não só para mim, mas para toda a sociedade brasileira, porque ficou claro que, depois da Operação Satiagraha, não há mais espaço para corruptos e corruptores no Brasil. Por isso, é importante mostrar que esse trabalho foi levado adiante para o bem do País. A denúncia do Ministério Público reafirma e confirma o conteúdo de todos os dados coletados pela Operação Satiagraha, ao longo de quatro anos.

CC: O que o senhor achou de mais importante na denúncia do MP?
PQ:
Um ponto muito importante será a abertura de um inquérito policial para investigar a unificação da Brasil Telecom com a Oi (a BrOi). Todo esse processo de unificação foi fraudado, conforme se apurou durante a Satiagraha e pode ser constatado por documentos e pelos e-mails trocados entre os envolvidos. As provas coletadas pela Satiagraha demonstram a existência de esquemas de caixa 2 e transferência de cotas societárias entre empresas que não existem. Enfim, um esquema criminoso paralelo comandado pelo banqueiro condenado Daniel Dantas.

CC: Por que esse inquérito não foi aberto antes pela Polícia Federal?
PQ:
Não sei. Mas eu pedi a abertura dele há um ano, com todas as provas que agora estão aí apresentadas pelo Ministério Público. Acho que a PF fez uma avaliação primária do caso, deu prioridade a outros fatos. Poderia ter tocado esse inquérito paralelamente, mas não fez. Foi preciso o MP tomar essa iniciativa.

CC: É possível, com essa denúncia, descobrir se houve, de fato, fraude na unificação das teles?
PQ:
O Ministério Público aproveitou, integralmente, todos os dados coletados pela Operação Satiagraha. Com isso, não deu espaço para a defesa de Daniel Dantas alegar inconsistência da investigação ou das provas. São dados que revelam completamente um esquema criminoso muito bem montado.

CC: O que mais se pode esperar da Operação Satiagraha?
PQ:
O Ministério Público pediu a abertura de mais três inquéritos, isso com todo o material coletado durante a operação. O que vem pela frente, não tenha dúvida, é que vão aparecer nomes de altas autoridades da República e de políticos. Também vai ficar claro o envolvimento de partidos políticos no esquema de Daniel Dantas. Está tudo no HD (disco rígido) apreendido pela Operação Chacal (em 2004, no computador central do Opportunity, no Rio).

CC: E a qual partido político o senhor vai se filiar, afinal?
PQ:
Ainda não me decidi, até porque o quadro político-partidário no Brasil é uma tragédia. Mas será em um partido que possa reconhecer a importância da minha luta e a dimensão do que isso significa, hoje, no Brasil.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

Até que fim achamos a solução

Amigos e amigas,

Conseguimos achar a solução para os leitores que estavam com dificuldades de escrever comentários em nossas postagens. Ela depende de cada um fazer as alterações necessárias.

Segue a forma de corrigir esse problema:

Na Barra de Menus escolha a opção Ferramentas > Opções da Internet



Depois clique na aba Privacidade e escolha a opção Sites


Digite no campo Endereço do site o nosso servidor www.Blogger.com e clique Permitir


Pronto, você agora pode comentar nossas postagens sem problemas.


Para comentar em nossas postagens basta clicar no final do texto na opção comentários


Agradecemos a paciência dos amigos e principalmente o retorno e reclamação que não estavam conseguindo comentar em nosso Blog. Obrigado a todos e todas, e só assim poderemos cada vez mais melhorar nossa interação.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

O bom debate para Paraíba 2010 (V)

Luiz Couto X Luciano Cartaxo

Por Fábio Rodrigues

Que o PT na Paraíba está dividido, isto todo mundo já sabe. Porém, o que isso vai gerar para 2010 ainda é uma incógnita? Temos no momento duas vertentes possíveis: 1 - a candidatura natural da reeleição da chapa Maranhão (PMDB) / Cartaxo (PT); 2 - a aliança do PT com Ricardo Coutinho (PSB) na chapa majoritária.

No caso da primeira vertente conseguir êxito dentro do partido, fica a dúvida como a tendência do Deputado Federal e Presidente Estadual do partido Luiz Couto (PT) reagirá, pois o mesmo já disse que só sairá como candidato a Senador se for ao lado do Mago (Ricardo Coutinho).

Tendo a segunda alternativa como pano de fundo como ficaria a posição do atual Vice-governador Luciano Cartaxo (PT) na chapa? Ele aceitaria uma simples suplência na chapa de Senador ou quem sabe partiria para disputar a vaga de Couto na Câmara dos Deputados?

De uma coisa tenha certeza, essa definição precisa ser baseada em um projeto maior de desenvolvimento do Estado e não apenas em projetos políticos pessoais. O PT precisa relembrar da derrota esmagadora que sofreu na eleição municipal em 2004 em João Pessoa, na qual a disputa interna entre Avenzoar e Ricardo terminou gerando uma verdadeiro esvaziamento de grandes lideranças do PT, nas quais foram para o PSB.

O PT, diferentemente dos outros estados do Nordeste, ainda não conseguiu mostrar estatura de um partido que tem o posto máximo no Executivo Federal. O Presidente Lula já está no poder a 6 anos e meio e o único estado da região onde isso muito pouco contribuiu para o fortalecimento da legenda foi na Paraíba.

Enfim, o PT precisa buscar alternativas de crescer nesse momento de ascenção do partido em plano nacional, a oportunidade é essa em se afirmar como alternativa da esquerda no Estado. Não adianta querer dividir, o momento é de multiplicar e buscar como referencial um projeto e não uma pessoa ou uma liderança. O recado está dado e esperamos não ver o filme de 2004 em 2010!

Postagem relacionada: "O bom debate para Paraíba 2010 (IV)", clique aqui.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

11 de jul de 2009

O Blog da mídia

Luis Nassif

Por Luis Nassif, no seu Blog

Sarney é Sarney desde que entrou na política. O que armou e aprontou depois de deixar a presidência é de conhecimento amplo da mídia e estava ao alcance desde as primeiras aventuras, ainda mais se tratando de um ex-presidente - o que justificaria o interesse jornalístico.

Nada se fez durante vinte anos. Permitiram-se abusos no Amapá, no Maranhão, permitiram que sua influência abatesse governadores eleitos, derrubados por motivos menores. Os ecos de suas aventuras rodavam todas as redações, desde as estripulias de Jorge Murad e Saulo Ramos, no seu governo, à ligação permanente com Edemar Cid Ferreira ou o escândalo da Cemar.

Mesmo assim, durante décadas mereceu todo o cuidado por parte da imprensa, e um carinho e proteção especial da Folha. O Otavinho sabe a razão.

Esse tiroteio infindável contra ele, agora, não tem razões nobres. A mídia faz o mesmo que em todos os momentos anteriores da vida nacional. Cria o clima, levanta a bola de quem quiser se apresentar e vai gerando fatos, tirando os escândalos que lhe interessam da gôndola do supermercado e mandando bala.

Os verdugos de Collor apareceram na CPI das Empreiteiras. O Catão de hoje é o mandrião de amanhã. E, em todos os momentos, apenas são peças que servem ao jogo de poder da mídia. O Catão do momento, para se ter uma ideia desse jogo limpo e asséptico, é Arthur Virgílio, ator tão completo que é capaz de se escandalizar com aquilo que ele mesmo pratica.

Esse é o ponto central.

Hoje em dia o maior poder do país de chama mídia. Ela é a única capaz de intimidar o Judiciário, o Executivo, assassinar reputações. O caso da Veja foi apenas uma amostra desse jogo. Juízes que se colocam contra, desembargadores, ministros, políticos, são fuzilados inapelavelmente. Não havia limites para esse poder, até o florescimento de novas mídias. Bastava uma fonte não se mostrar de boa vontade para ser fuzilada com adjetivos ou com factóides. Nem se fale dos interesses maiores, expostos agora nesse lamaçal em que se tornou o gasto com Educação de diversos estados - que passaram a adquirir maciçamente material de editoras jornalísticas como compra de proteção.

O caso Satiagraha um retrato acabado da impunidade no grande jogo de informações acoplado a negócios.

A questão central, o paradoxo curioso, é que se o Senado se tornar transparente, se se moralizar, se abrir suas contas, o país ganha e a mídia perde. Seu poder reside na falta de transparência da sociedade. É o que permite a ela se tornar “dona” da informação, selecionando as que melhor lhe convem. É por isso que todas as campanhas midiáticas visam pessoas e escândalos pontuais - levantados de acordo com as conveniências do momento - e não mudanças capazes de impedir a perpetuação do erro.

Qual seria o poder da mídia em ambientes transparentes, onde não desse para armazenar escândalos e utilizá-los em benefício do seu jogo político particular? Qual seria o poder se, de repente, instituições assumissem seus erros, mas enfrentassem a mídia sem medo?

O caso Petrobras é emblemático e cria uma dinâmica fantástica, no bojo da Internet.

Com seu Blog, a Petrobras se amarrou a um compromisso: o de não mais deixar perguntas sem respostas. Internamente, significará o fim dos feudos, a obrigação de todos os departamentos de fornecer a informação solicitada.

Esse modelo vai se expandir, se expandir até chegar na mídia. É inexorável. Quando chegar, alguns grupos jornalísticos terão condições de abrir o jogo, de responder às dúvidas dos leitores?

Não haverá como, em um futuro próximo, essa lufada de transparência da era da informação, não chegar à mídia.

Hoje em dia, o conjunto de conhecimento acumulado na Internet é maior do que aquele controlado pela mídia. O mundo mudou. A mídia terá que mudar.

Aí cada jornal terá que criar seu Blog, não apenas para discutir suas matérias, mas seus interesses empresariais ou políticos por trás de cada campanha.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

9 de jul de 2009

Frase do Presidente Lula

Presidente Lula (PT)


"Temos eleições a cada quatro anos e a chance de mudar as coisas. 2010 tem eleição, é uma oportunidade para o povo escolher as pessoas que possam ser seus representantes" - Lula.



Postado originalmente às 23:40 - 25/06/2009.



Comente nossas postagens! Com problemas para comentar? (clique aqui)

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.BlogdoFabioRodrigues.com.br
Contato: FabioRodrigues@FabioRodrigues.com


Clique aqui e leia texto completo

Acerto de Contas: É preciso começar por Efraim Morais


A defesa de Sarney por parte de Lula é compreensível

Por Pierre Lucena, no Acerto de Contas

O presidente do Senado, José Sarney, virou praticamente um zumbi nas últimas semanas. Foi atrás de Lula para pedir que o ajudasse politicamente a continuar no comando da Casa.

Antes de tudo, é preciso entender que a defesa de Sarney por parte de Lula é absolutamente racional e compreensível. Apesar de ter ressucitado Sarney novamente, tudo que Lula quer é não ter problemas no final do seu Governo.

A queda de Sarney interessa a quem? Claro que a todo pobre cidadão, que gostaria de vê-lo defenestrado. Mas politicamente interessa apenas à oposição.

É melhor para Lula que Sarney fique onde está do que criar uma crise com parte do PMDB que o apóia. Ao mesmo tempo tem um “pato manco” no comando do Senado, e joga para o Congresso a crise política que o enfraquece. Que Presidente desejaria algo melhor?

Na verdade a grande maioria dos senadores já bebeu na mesma fonte de Sarney. Quase todos já viajaram com a esposa para o exterior, ou receberam algum agrado de Agaciel. A pouca vergonha com o dinheiro público era conhecida naquela casa, tanto por parte dos senadores como pelos funcionários. A saída de Sarney só iria dar uma sossegada nos escândalos, mas não mudaria nada.

Por incrível que pareça, sob pressão da opinião pública, é mais fácil um “pato manco” reformar a casa do que alguém que chegue para sossegar a opinião pública.

É preciso começar por Efraim Morais

Mas o melhor de tudo é ver o Democratas, que está até a cabeça enfiada no lamaçal do Senado, praticamente calado. O líder da Bancada Dantas, Heráclito Fortes, pelo menos neste momento está tendo um comportamento razoavelmente lúcido, falando que a crise é muito maior que Sarney.

Mas se o Senado quisesse começar alguma investigação e mudança na casa, deveria começar olhando para seu próprio umbigo, onde reside Efraim Morais.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

O bom debate para Paraíba 2010 (IV)

1 - Luiz Couto (PT), 2 - Wilson Santiago (PMDB), 3 - Ney Suassuna (PMDB),
4 - Roberto Cavalcanti (PRB), 5 - Cássio (PSDB), 6 - Vital (PMDB)
7 - Veneziano (PMDB), 8 - Wellington Roberto (PR), 9 - Efraim Morais (DEM).


Por Fábio Rodrigues

Assim como já falei sobre a eleição para o Senado em Pernambuco, na Paraíba não vai ser muito diferente a dificuldade dos atuais mandatários se reelegerem. São eles: Efraim Morais (DEM) e Roberto Cavalcanti (PRB). No caso de Cavalcanti a tarefa é mais difícil, pois era suplente de Maranhão (PMDB), que assumiu o Governo do Estado da Paraíba após a cassação de Cássio Cunha Lima (PSDB), e não possui votação própria. Já Efraim, ainda sonha com a possível vaga de candidato ao Governo no grupo liderado por Cássio. Essa indefinição de qual cargo vai disputar pode gerar a perda de eleitores!

A luta vai ser boa. Vai ser partida pra ser disputada até o último minuto. Dizem que o único candidato que sai na frente é Cássio Cunha Lima (PSDB), os demais partem de igual para igual.

Além dos três já citados acima, temos: Luiz Couto (PT), Veneziano ou Vitalzinho (PDMB), Wilson Santiago (PMDB), Ney Suassuna (PMDB), Wellington Roberto (PR). Veja a primeira pesquisa divulgada esse ano pelo Portal PB Agora, clique aqui.

Esses dias surgiu o nome do Reitor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) Thompson Mariz (PSB) como possível candidato ao Senado. Seria uma alternativa ímpar para Ricardo compor sua chapa majoritária.

Reitor da UFCG - Thompson Mariz

As definições da chapas dos Senadores deverão sofrer bastante variações, pois as coligações para Governador ainda não estão definidas. Caso o PSB saia com o PMDB/PT será uma composição, caso não, teremos vários candidatos ao Senado e não só quatro aparentemente aptos a ganhar a eleição.

Enfim, eleitor a decisão está nas suas mãos, não se deixe corromper ou vender sua consciência. Vote limpo e em pessoas honestas. A escolha terá consequência na vida cotidiana de todos. Fraudes, atos secretos, caixa 2, boca-de-urna só gera possibilidades concretas de logo após as eleições os agentes políticos ficarem de mãos dadas com atos imorais (nepotismo, clientelismo, superfaturamento nas licitações) e que geram cada vez mais desemprego, saúde e educação precárias, prostituição, violência. Saiba que o maior gerador de violência urbana não é a pobreza, e sim os devios de dinheiro público. Todos unidos pela eleição de pessoas de caráter e que tratem o dinheiro público com respeito, e não como extensão de seu patrimônio.

Postagem relacionada: "O bom debate para Paraíba 2010 (III)", clique aqui.

Postado originalmente às 15:13 - 26/06/2009.



Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

7 de jul de 2009

O Presidente Responde

Presidente Lula

Lula estréia coluna e diz que governo quer melhorar atendimento do SUS

Na estréia da sua coluna O Presidente Responde, Lula reconheceu nesta terça-feira (7) que a população enfrenta filas e dificuldades para ter atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e afirmou que o governo trabalha para eliminá-las. Ele lembrou que 70% dos brasileiros dependem exclusivamente do atendimento público de saúde, o que torna esse sistema um desafio.

“O financiamento desse sistema é um desafio gigantesco. E as demandas aumentam sem parar e variam de natureza, devido ao crescimento da população e da porcentagem de idosos. De 2002 para 2008, a verba que o governo repassa a estados e municípios triplicou, passando de R$ 12 bilhões para R$ 37 bilhões”, afirmou Lula, em resposta à pergunta feita por um leitor sobre o SUS.

Lula lembrou que houve perda de recursos para a saúde provocada pela não aprovação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) no Congresso Nacional e informou que os recursos devem ser recompostos com a regulamentação da Emenda Constitucional 29.

Na coluna, que será semanal e foi publicada pela primeira vez hoje nos jornais cadastrados , Lula também respondeu a dúvidas sobre os gastos com o Jogos Pan-Americanos de 2007, afirmando que o governo federal teve que arcar com compromissos de estados e municípios o que, segundo ele, não ocorrerá com a Copa de 2014.

Na coluna O Presidente Responde, Lula responde a três perguntas enviadas por leitores a jornais que se cadastraram para publicar o texto.

Fonte: Portal PT


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

6 de jul de 2009

A estranha ética de Arthur Virgílio

Falastrão Discurso de Virgílio durou mais de três horas:
"Mereço ser, sim, criticado"

O líder do PSDB no Senado reconhece ter recebido vantagens indevidas, como foi denunciado por ISTOÉ, e diz que vai devolver o dinheiro público

Na segunda-feira 29, o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) subiu à tribuna do Senado para responder às denúncias publicadas por ISTOÉ. Durante três horas e 20 minutos, fez um dos discursos mais longos da história da Casa. Mas tudo não passou de pura retórica. Sem nenhum documento, Virgílio esbravejou ao vento. Ele não rebateu as acusações e confirmou com mais detalhes os fatos trazidos à tona. Na verdade, o senador autoincriminou-se. A partir de seu relato inflamado, ficou claro que o líder do PSDB no Senado infringiu os artigos do Código de Ética que preveem sanções para casos de abuso de prerrogativa e obtenção de vantagens indevidas e doações.

E mais: ao reconhecer os pecados cometidos no exercício do mandato, o senador demonstrou que, embora seja severo na hora de julgar adversários políticos, costuma adotar padrões éticos bem mais elásticos em relação às próprias atitudes.

Segundo reportagem de ISTOÉ, Virgílio manteve um servidor fantasma lotado em seu gabinete. No discurso, o senador, visivelmente alterado, admitiu que errou ao manter na folha de pagamento do Senado Carlos Alberto Nina Neto, filho do amigo e seu subchefe de gabinete, Carlos Homero Nina, mesmo quando ele resolveu estudar no Exterior. Nina Neto foi contratado em 21 de maio de 2003 como assistente técnico, com salário de cerca de R$ 10 mil. Em 2005, entre maio e julho, foi para Barcelona para um mestrado e continuou recebendo salário. Depois, passou mais de um ano fora, entre outubro de 2006 e novembro de 2007, fazendo pós-graduação. De volta ao Brasil, continuou no gabinete de Virgílio até ser exonerado em 22 de outubro de 2008. "Esse é um equívoco do qual me penitencio, um erro pelo qual mereço ser, sim, criticado", resignou-se. De acordo com o tucano, Carlos Homero chegou a aconselhar que ele pedisse à Mesa Diretora para "dar autorização" e ainda "pagar as diárias" do filho. Virgílio achou que as diárias "eram demais", mas por conta própria decidiu pagar os salários, "sem a noção clara do pecado".

O pecado que Virgílio cometeu está tipificado no artigo 5º do Código de Ética do Senado como abuso de prerrogativa. Não por acaso, dois dias depois, na quarta-feira 1º, ele anunciou que venderá imóveis da família para ressarcir o Senado pelo que pagou indevidamente, durante quase dois anos, ao ex-servidor do seu gabinete. "Era dinheiro da Nação brasileira que não poderia ter sido usado dessa forma", admitiu em novo discurso, mais cauteloso e comedido.

"Era dinheiro da Nação brasileira que não poderia ter sido usado dessa forma"
Arthur Virgílio (AM), líder do PSDB no Senado


DÍVIDA Segundo o tucano,
amigos o ajudaram a pagar
Agaciel Maia

Não foi um súbito ato de arrependimento que o fez lançar mão dos bens de família. O senador, na prática, usou um expediente bastante conhecido.

Com a decisão de repor o prejuízo do Tesouro, antecipou-se à ameaça de ser alvo de uma representação do PMDB no Conselho de Ética. Ou seja, mais uma vez lançou mão de seu estranho conceito de ética.

Os discursos de Virgílio mudam ao sabor da hora. Há algum tempo ameaçou, na mesma tribuna do Senado, dar uma surra no presidente da República porque ele e sua família estariam sendo investigados a mando do PT. Meses depois, viajou ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no avião presidencial. Seu padrão ético também é volúvel. Virgílio não titubeou ao recorrrer, por meio de Homero Nina, ao então diretor-geral do Senado Agaciel Maia, para resolver uma emergência de caixa. Conseguiu, num domingo, um empréstimo de US$ 10 mil. O dinheiro, revelou ISTOÉ, serviu para liberar seu cartão de crédito, que estava bloqueado durante viagem com a família a Paris. Candidamente, como se nada tivesse acontecido, admitiu na tribuna que três amigos se cotizaram para pagar a dívida por ele. "Carlos Homero me disse que havia resolvido isso (os R$ 10 mil) via Agaciel. E perguntei: 'Mas, escute, não quero ficar com dívida nas mãos desse sujeito'", disse Virgílio. Argumentou também que não recebeu US$ 10 mil, mas sim R$ 10 mil. Ou seja, pelos seus curiosos padrões, jamais receberia "desse sujeito" US$ 10 mil. Mas aceitou de bom grado R$ 10 mil. Trata-se, portanto, de uma ética que leva em conta o câmbio. Será que o senador, também nesse caso, não tinha "noção clara do pecado"? Afinal, foi pela suspeita de que um de seus colegas, Renan Calheiros (PMDB-AL), teria tido despesas pagas por terceiros que o tucano defendia a cassação do então presidente do Senado.


Outra denúncia de ISTOÉ que Virgílio não contestou em plenário foi a de que sua mãe, falecida em 2006, vítima de Alzheimer, teve as despesas médicas no valor de R$ 723 mil custeadas pelo Senado, quando o permitido pelo regimento interno era um ressarcimento de até R$ 30 mil por ano. Em seu discurso, ele preferiu jogar a responsabilidade pela autorização do pagamento nas costas de Agaciel. Disse que sua mãe não era sua dependente, mas de seu pai, o ex-senador Arthur Virgílio Filho. E anunciou que pediria informações à Mesa para saber se houve autorização para gastos acima do limite. "Esse homem (Agaciel), até quando me acusa, não consegue fugir de dizer que praticou uma ilegalidade. Se liberou tratamento que não deveria ter liberado, ressarcimento que não deveria, da minha mãe, praticou uma ilegalidade. Ou seja, quer me transformar em seu cúmplice ou transformar meu pai, falecido, em seu cúmplice", disse. Mas estranhamente só protestou depois que o fato veio a público.

Fonte: ISTOÉ


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

Frase do Mês - Junho de 2009


Postagem relacionada: "Frase do Mês - Maio de 2009", clique aqui.



Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

5 de jul de 2009

A grande mídia informa ou manipula?


Por Fábio Rodrigues

Responda essa pergunta acima (título da postagem) antes de ler o texto abaixo, pode reflitir bastante.

Para adicionar um tempero nessa discussão faço outras perguntas:

- Alguma vez você viu na TV um programa educativo no horário nobre?

- Você acredita em tudo que passa nos jornais das televisões?

- Você já viu alguma TV só falando bem de uma pessoa e de outra só falando mal?

- Você já viu matérias de briga entre TVs? Por que será? Alguma TV mentiu?

Levanto esse tópico num momento em que as pessoas deixam de ser meros objetos dos meios de comunicação, para serem sujeitos ativos e questionadores do que é veiculado em TV, jornais impressos, portais na internet, blogs, entre outros. Surge a interatividade. A inquietude natural das pessoas começa a ganhar força.

A população evolui e não admite mais uma notícia manipulada, se é que podemos chamar isso de notícia. Algumas pessoas hoje em dia preferem ficar atualizadas pela internet, e chegam a dispensar a televisão, que inclusive está mais preocupada com a "venda" da notícia e não com sua qualidade e função social.

Mesmo respeitando a diversidade das programações, acredito que alguns canais prestam um desserviço a sociedade brasileira. A não renovação da concessão pública para transmissão do sinal seria um caminho excelente para a saúde informacional.

Diante tudo isso, uma análise crítica das notícias que nos chega é fator indispensável para construção de uma sociedade mais justa. Pois só com a verdade e o direito ao contraditório conseguiremos reforçar os princípios básicos da democracia. A manipulação e a mentira só servem a quem busca algum benefício obscuro, sujo e vergonhoso.

Enfim, o que vemos na TV, o que lemos nos jornais impressos, o que acessamos nos portais e nos blogs necessitam de um filtro criterioso. Pois tenho a certeza que existe uma tentativa das grandes redações país afora de querer corromper a nossa consciência.

E agora! Ficou mais fácil responder as perguntas acima descritas! A grande mídia manipula ou informa?

Matéria relacionada: "A responsabilidade social da mídia - Por Venício Lima, na Agência Carta Maior", clique aqui.

Aproveito para divulgar o Especial - Conferência Nacional de Comunicação no Portal Vermelho, clique aqui.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com


http://www.publicamundo.com
 

Clique aqui e leia texto completo

O Globo: Efraim Morais é próximo alvo de aliados de Sarney

Efraim Morais (DEM-PB)

Após o DEM romper publicamente com Sarney, parlamentares da legenda entraram na linha de tiro dos aliados do senador e do governo. Dono da 1ª secretaria de fevereiro de 2005 a fevereiro de 2009, Efraim Morais (PB) é o próximo alvo. Pelas mãos dele passaram contratos e atos que, em tese, podem causar embaraço ao DEM.

O senador é de família tradicional na política da Paraíba e retribui favores. Tem muitos amigos, a julgar pelo número de funcionários em seu gabinete: 59 (o mais alto da Casa). Com o fim do nepotismo, sete parentes perderam o emprego. O prefeito de São Mamede (PB), Francisco das Chagas Lopes de Souza, é um dos amigos. Sua filha, Marcília, apesar de estudar medicina em Campina Grande (PB), é assistente parlamentar desde 2005. No gabinete de Efraim, ninguém a conhece. Segundo sua assessoria, ela "trabalha por produção": presta serviços nos fins de semana e recebe salário integral, cerca de R$ 3 mil.

Efraim pode ter problemas com investigações na Polícia Federal. Na 1ª secretaria, no recesso de julho de 2008, prorrogou contrato de mais de R$ 2 milhões com a Ipanema Empresa de Serviços Gerais, acusada pelo Ministério Público de fraudar licitações. A PF quer saber o grau de amizade de Efraim com o lobista Eduardo Bonifácio Ferreira. Ele estendeu três contratos de interesse de Ferreira considerados suspeitos pela PF, no total de R$ 35 milhões. Filiado ao DEM, Ferreira foi nomeado em 2003 para cargo na liderança da Minoria do Senado. Ficou até 2005.

Fonte: O Globo

Postagens relacionadas: "Efraim Morais (DEM-PB) é o campeão de nomeações entre os 81 integrantes da Casa", clique aqui.
"Notícias ruins do Senado não mais supreende!", clique aqui.
"Secreto é mais fácil ...", clique aqui.
"Os Senadores que merecemos!", clique aqui.
"Fraude no Senado", clique aqui.
"Novidade: Irregularidade no Senado Federal. Parece que é a primeira!", clique aqui.
"Mas uma no Senado Federal! A punição é simples: ressarcir aos cofres do Senado", clique aqui.
"Revistas: Senador Efraim Morais (DEM/PB) mantinha 52 fantasmas", clique aqui.
"Esse Senado Federal!!!", clique aqui.
"Ex-deputado federal critica Efraim (DEM/PB)", clique aqui.

Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

2 de jul de 2009

Ricardo Boechat: O Congresso merece a segurança que tem!



Para esclarecer a exclusão desse vídeo:

Informamos que tinhamos colocado esse vídeo do Jornal da Band de um usuário do Youtube, acredito que a Band solicitou direitos autorais e o vídeo foi excluído.

É uma pena essa exclusão, pois não estava sendo utilizado de forma comercial, e só divulgava mais ainda esse canal de televisão. Fazer o quê?

Esse vídeo não estava hospedado na conta do Blog do Fábio Rodrigues.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

A Opinião Pública serve pra que mesmo?

Nazareno Fonteles diz que Conselho de Ética promoveu
"pizza" ao rejeitar pedido de cassação de Edmar Moreira


Conselho de Ética livra Edmar Moreira da cassação

Por Edson Sardinha e Renata Camargo, no Congresso em Foco

Por nove votos a quatro, os integrantes do Conselho de Ética da Câmara acabam de absolver o deputado Edmar Moreira (sem partido-MG), acusado de quebrar o decoro parlamentar ao destinar parte da verba indenizatória da Casa para suas próprias empresas. A maioria do colegiado rejeitou o relatório de Nazareno Fonteles (PT-PI), que recomendava a cassação do deputado.

Votaram a favor de Edmar: Hugo Leal (PSC-RJ), Mauro Lopes (PMDB-MG), Nelson Meurer (PP-PR), Sérgio Moraes (PTB-RS), Wladimir Costa (PMDB-PA), Moreira Mendes (PPS-RO), Urzeni Rocha (PSDB-RR), Sérgio Brito (PDT-BA) e Lúcio Vale (PR-PA). O deputado Abelardo Camarinha (PSB-SP) absteve-se de votar, mas proferiu voto por uma pena alternativa para o acusado. Apenas três deputados seguiram o relator: Professor Ruy Pauletti (PSDB-RS), Solange Amaral (DEM-RJ) e Roberto Magalhães (DEM-PE). Dos titulares do conselho, estavam ausentes o deputado ACM Neto (DEM-BA) e Pedro Eugênio (PT-PE).

“Não concordo que o mandato de quem teve mais de 100 mil votos seja cassado sem ter uma acusação robusta. Não era ilegal [contratar a própria empresa] porque não estava previsto em lei”, alegou Abelardo Camarinha ao justificar sua abstenção.

Ao defender o seu parecer, o relator tentou apelar para a consciência dos parlamentares, afirmando que cabia "a cada um olhar o decoro da Casa, ou apenas fazer um acordo político". Fontelles disse que estaria com a "consciência sóbria", mas admitiu que o caso terminou em pizza.

“Mais uma vez, foi elaborada aqui uma pizza e a meu ver em detrimento da imagem do Parlamento. O Parlamento se apequena por não ter coragem de crescer. Só espero que, pelo menos, a gente daqui para a frente tenha mais zelo preventivo, já que mais uma vez o curativo é difícil. Esta Casa tem dificuldade de aplicar medicamento curativo para as doenças”, considerou Fontelles.

Após a sessão que o livrou da cassação, o deputado Edmar Moreira saiu da sala sem falar com a imprensa. Na próxima semana, o Conselho ainda se reúne para definir se absolve plenamente ou se aplica alguma suspensão ao deputado mineiro.

Pena alternativa

O colegiado pode ainda aplicar “penas alternativas” para o deputado Edmar Moreira. Ao justificar o seu voto contrário ao parecer do relator, o deputado Moreira Mendes (PPS-RO) defendeu que fosse feito outro relatório sugerindo a suspensão por seis meses das prerrogativas regimentais de Edmar. O parlamentar perderia o direito de pronunciamentos e de relator matérias.

“O deputado não foi absolvido. Apenas rejeitamos o voto do relator. Embora Edmar tenha usado verba indenizatório de forma irregular, não ficou provado que os serviços de segurança pagos não tenham sido prestado”, justificou Moreira Mendes, que recuou do convite feito pelo presidente do Conselho, José Carlos Araújo (PR-BA) para relator esse novo parecer.

De acordo com o ritual processual da Casa, antes de arquivar o processo de Edmar Moreira, o Conselho de Ética deve votar um novo relatório feito pelo “voto vencedor”. O novo relatório será feito pelo deputado Hugo Leal, que teve voto contrário ao parecer de Fontelles. Leal terá o prazo regimental de até duas sessões para apresentar o seu parecer. A previsão é que seu relatório seja apreciado na próxima semana.

Castelo

O deputado foi eleito corregedor da Casa em fevereiro, mas foi obrigado a renunciar ao cargo depois que se revelou que ele tinha um castelo avaliado em R$ 25 milhões no interior de Minas Gerais não declarado à Receita Federal. Ele alega que transferiu a propriedade para seus filhos. O caso, porém, o obrigou a deixar o DEM.

Edmar é acusado de ter destinado recursos da verba indenizatória da Câmara para suas próprias empresas de segurança. O parecer do relator foi apresentado no último dia 17, mas a votação foi adiada para que os deputados pudessem analisar as conclusões levantadas por ele.

"A aplicação de verba indenizatória pelo representado no pagamento de serviços de segurança supostamente prestados por empresa de sua propriedade violou os princípios constitucionais da legalidade, moralidade e impessoalidade", observou Nazareno em seu relatório.

O petista também observou que indícios "provam a não prestação dos serviços de segurança pelas referidas empresas na forma descrita pelo representado na sua defesa".

"A única punição constitucionalmente prevista para parlamentar que proceder de modo incompatível com o decoro parlamentar é a perda de seu mandato", disse o petista.

Edmar Moreira, como revelou com exclusividade este site em fevereiro, é o campeão de gastos com a verba indenizatória na rubrica de segurança particular entre todos os parlamentares que passaram pela Câmara desde o início de 2007 (leia mais). O parlamentar é dono de empresas de segurança e, conforme confirmou a comissão que o investiga na Casa, gastou o dinheiro público pagando as próprias firmas para lhe proteger.

O parlamentar alega que necessitava de segurança particular, pois, sendo empresário de sucesso e patrimônio invejável, já havia sido ameaçado de morte e vítima de uma tentativa de sequestro.

Batalhas judiciais

A luta no Conselho de Ética para manter o mandato está longe de ser a única preocupação do deputado Edmar Moreira, conforme mostrou o Congresso em Foco. Acusado de ter destinado recursos públicos para as próprias empresas, Edmar está com os bens bloqueados pela Justiça, onde enfrenta cerca de três mil ações trabalhistas e uma batalha judicial para garantir o recebimento do salário como parlamentar.

Edmar só conseguiu receber no dia 16 de maio os vencimentos referentes ao mês de abril. Ainda assim, a partir de agora, o deputado só receberá 70% do valor líquido, já que 30% do salário ficarão depositados em juízo para garantir pagamento de uma dívida trabalhista.

O deputado e suas empresas são alvo de 2,7 mil processos trabalhistas apenas no estado de São Paulo, sede de suas firmas de segurança. Há também mais de uma centena de ações em Minas Gerais. Os débitos previdenciários e trabalhistas do parlamentar e de suas empresas são estimados pelo Ministério Público do Trabalho em mais de R$ 30 milhões.

Por causa de duas decisões relativas a esses processos movidos na Justiça do Trabalho, os problemas do deputado, dono de um castelo avaliado em R$ 25 milhões, deixou de ser exclusivamente político e passou a ser, também, econômico (leia mais).


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

Pernambuco: A luta do SindiFisco

Clique na figura para ampliar

Para mais informações visite o site do SindiFisco PE, clique aqui.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo

1 de jul de 2009

Lula afirma que imprensa tradicional perdeu "poder" para a internet


Por Carolina Pimentel, na Agência Brasil

Brasília - Ao visitar o 10º Fórum de Software Livre, em Porto Alegre, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje (26) que a imprensa tradicional perdeu “poder” para a internet. Segundo Lula, com a rede mundial de computadores, não há mais detentores de informação privilegiada.

Estamos vivendo momento revolucionário da humanidade. A imprensa já não tem mais o poder que tinha alguns anos atrás. A informação já não é mais uma coisa seletiva, em que os detentores da informação podem dar golpe de Estado. A informação não é uma coisa privilegiada. O jornal da noite já está velho diante da internet”, disse o presidente.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Clique aqui e leia texto completo
Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.