15 de nov de 2009

1989: Relações com a Globo eram 'excelentes', diz Collor



Em entrevista ao UOL Notícias, o ex-presidente Fernando Collor de Mello diz que as relações com a Rede Globo eram "excelentes" e que Roberto Marinho o ajudou a evitar armadilhas na campanha de 1989. Ele também comenta as relações entre a Globo e Brizola e Lula.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FábioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com



4 comentários:

  1. Excelente vídeo.

    Demonstra e esclarece a forma vergonhosa que trataram o Lula nas eleições presidenciais de 1989.

    Mas o povo está de olho bem aberto. A mídia não consegue influenciar (manipular) tanto quanto em 1989.

    Blogs, internet e redes sociais mudaram o cenário, para melhor claro. Temos hoje uma diversidade de opinião, uma pluralidade de pensamentos. Isso é muito salutar para nossa democracia.

    Seu blog está muito bom.

    ResponderExcluir
  2. Collor não tem nenhum motivo para esconder o fato de que sua relação com a emissora Globo foi fundamental para sua vitória nas eleições de 1989. Não vejo nada de errado nisso, as emissoras sempre vão para um lado ou para o outro.

    ResponderExcluir
  3. Acho que não é demais lembrar que a própria Globo também teve papel fundamental no processo de impeachment de Collor. Confesso que achei uma grande injustiça não deixarem elle terminar o mandato.

    ResponderExcluir
  4. Olá pessoal,

    Otávio obrigado pelo elogio ao blog e suas palavras traduzem bem uma análise de como fomos "enganados" nas eleições de 1989. O povo tinha na imprensa a "senhora da verdade", e com o advento de novas tecnologias esse dogma desabou. Sabemos que a imprensa escolhe um dos candidatos e não é "imparcial" como deveria ser, pois é uma concessão pública e tem o dever de ter caráter social e não exclusivamente privado.

    Rafael, o que vejo de errado nisso é que essa relacão amistosa com a Globo não ficou claro para toda a população. E sem contar, como já citei acima, que as TVs e rádios são concessões públcas, não são meras empresas privadas com intuito apenas no lucro, elas são obrigadas a ter função social. Que fique bem claro isso para o imaginário popular.

    Vanessa, sem dúvida a Globo foi também uma das "indutoras" do impeachment de Collor. Só não concordo que necessariamente foi uma injustiça. De fato precisamos ver o que tinha de "real" e o que foi "criado" pela mídia naquilo tudo que se passou.

    Abraço fraterno e obrigado a todos pelos comentários.

    ResponderExcluir

Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.