27 de set de 2009

O mais popular do mundo - "Lula X Micheletti" - O menos popular do mundo

Zelaya e Lula

Lula afirma que Brasil não acata ultimato de golpista

Por Nielmar de Oliveira, enviado especial da EBC

na Agência Brasil

Isla Margarita (Venezuela) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje (27) que não acata o ultimato do governo de Honduras para que o Brasil defina em dez dias a situação do presidente deposto Manuel Zelaya, que encontra-se abrigado na embaixada brasileira. "Primeiro, o governo brasileiro não acata ultimato de um golpista e nem reconhece Micheletti Roberto Micheletti, presidente interino de Honduras como um governo interino. Não sei por que o editor de vocês pediu para vocês falarem em governo interino, uma vez que a palavra correta é golpista, usurpadores de poder, essa é a palavra correta, e o governo brasileiro não negocia com eles", afirmou o presidente, que está na Venezuela para a 2ª Cúpula América do Sul-África.

Segundo Lula, quem tem que negociar com Micheletti é a Organização dos Estados Americanos (OEA), assim como o Conselho de Segurança das Nações Unidas, e não o Brasil.

"Portanto, este caso, para mim, estará encerrado na medida em que houve a decisão por unanimidade da OEA, como foi a decisão do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Então o Brasil não tem que conversar com estes senhores que usurparam o poder. Se a ONU ou a OEA fizerem um pedido ao Brasil, poderemos simplesmente acatar esse pedido, mas não desses senhores", afirmou o presidente.

O presidente Lula negou que jornalistas brasileiros estejam impedidos de entrar na embaixada de Honduras. "Essa noticia não procede. Ontem (sábado) nós conversamos com a embaixada em Honduras, e hoje eu conversei com o embaixador Celso Amorim ministro das Relações Exteriores , e eu não sei de onde saiu esta noticia, que não procede".

Lula disse que poucas vezes na história houve tanto consenso de repúdio a um governo como está havendo agora em Honduras. "É toda a América do Sul, toda a América Latina, toda a Europa e os Estados Unidos. É toda a África e a Ásia. Não tem um único governo no mundo defendendo este golpista".

O presidente informou que o embaixador Celso Amorim ligou para a embaixada brasileira Honduras e pediu ao presidente deposto Manuel Zelaya para não fazer incitações. "Que se ele quiser falar com os jornais, que fale, mas sem fazer incitações. Porque evidentemente que se ele extrapolar nós vamos falar que não é politicamente correto ficar utilizando a embaixada para incitação a qualquer coisa além do espaço democrático que nós estamos dando para ele".

O presidente Lula já embarcou de volta para Brasília.

Postagem relacionada: "O mundo exige o retorno da Democracia em Honduras. Já!", clique aqui.



Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.