17 de set de 2009

CPI da Corrupção divulga novas escutas sobre esquema fraudulento no Detran do RS

Aécio Neves (PSDB-MG), Geraldo Alckmim (PSDB-SP),
Yeda Crusius (PSDB-RS) e José Serra (PSDB-SP)

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Novas escutas telefônicas foram reveladas durante sessão da CPI da Corrupção nesta quinta-feira (17), na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Os áudios mostram diálogos entre integrantes do suposto esquema de corrupção que atuava no Detran (Departamento de Trânsito) e que desviou R$ 44 milhões dos cofres públicos gaúchos entre 2003 e 2008, na gestão da atual governadora Yeda Crusius (PSDB).

As escutas fazem parte da ação de improbidade administrativa contra a governadora e mais oito pessoas. São quatro trechos, todos cedidos pela juíza Simone Barbisan Fortes.

Em dois dos áudios disponibilizados, Lair Ferst, apontado como figura-chave do suposto esquema, e Marcelo Cavalcante, ex-representante do governo gaúcho em Brasília - encontrado morto em fevereiro deste ano -, conversam a respeito de uma carta enviada à governadora denunciando as fraudes no Detran.

Lair teria escrito uma carta em 2007 descrevendo como funcionava a fraude, após ser supostamente afastado do esquema por outros integrantes. Cavalcante afirma que entregou a carta para Yeda, mas a governadora diz que jamais recebeu a mensagem.

Ferst afirma no diálogo com Cavalcante que encontrou a governadora diversas vezes. "Eu relatei pra ela, 'olha governadora, vai ocorrer um escândalo no seu governo, se a senhora não agir rapidamente isso vai se tornar público... o que está acontecendo é irregular... tão sacando dinheiro vivo na boca do caixa... em quantidades assim (...) alarmantes'", diz Ferst em um dos trechos.

Ainda segundo Ferst, Yeda teria dito que "é muito complicado isso porque isso envolve os partidos... e eu não quero me incomodar com os partidos". Ferst acusa ainda a governadora de pedir dinheiro: "aí ela disse ali... 'vieram me falar aqui que vão me dar R$ 50 mil por mês. Eu já disse ó, R$ 50 mil eu não quero. Eu não vou me incomodar dessa maneira aí por R$ 50 mil. Se for pra ganhar R$ 50 mil eu vou acabar com tudo". Não há trechos gravados da fala da governadora, que nega qualquer envolvimento com o esquema.

Clique aqui, acesse máteria completa e escute os áudios.

Postagens relacionadas: "Serra e PSDB defendem "princípios éticos" de Yeda Crusius", clique aqui.
"RS: Ivar Pavan aceita pedido de impeachment contra Yeda Crusius (PSDB-RS)", clique aqui.



Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.