20 de ago de 2009

“Sua cara não nega, negão”, disse segurança do Carrefour


Por André Raboni, no Acerto de Contas

A reportagem acima, do Jornal nacional, mostra a faceta de uma das piores doenças da nossa sociedade: o preconceito racial. A vítima: Januário Alves de Santana. Ele foi violentamente agredido por seguranças do supermercado Carrefour, em Osasco, na Grande São Paulo.

O homem aguardava no estacionamento, enquanto sua filha dormia no banco de trás do carro, quando foi confundido com um ladrão. Um segurança armado se aproximou intimidando Januário, e teve início uma briga entre os dois. Enquanto isso, outros seguranças chegaram e o levaram até uma sala, onde ele foi espancado.

Sem chances de dizer que aquele carro era seu, Januário foi sentenciado de imediato pelo segurança do Carrefour (metido a autoridade) e surrado covardemente.

Através de uma nota, o Carrefour declarou que “repudia qualquer forma de agressão ou desrespeito.” Disse ainda que irá “colaborar com a polícia e espera que os responsáveis sejam rigorosamente punidos.”

Nassif postou em seu blog (clique aqui) um comentário de uma leitora dizendo que numa busca rápida no google (com as palavras-chave “carrefour polícia“ - clique aqui), pode-se verificar que o curriculum do supermercado, nesse quesito, não é dos menores.

Diz, no post veiculado por Nassif:

2001 – Jacarepaguá, Rio de Janeiro: Seguranças do Carrefour entregam jovem negra suspeita de furto a traficantes da Cidade da Deus para ser torturada e morta. Polícia chega a tempo e impede execução.
2004 – São Paulo, Pinheiros: Três artistas do filme Cidade de Deus registram queixa na polícia contra o Carrefour por constrangimento ilegal, denúncia caluniosa e injúria racial.
2007 – São Paulo, Osasco: Carrefour chama polícia que reprime com viloência manifestação de funcionários no Centro de Distribuição do Carrefour.
2008 – Taguatinga: Carrefour é condenado a pagar indenização a cliente acusado injustamente de roubo.

Januário pretende entrar na Justiça, acusando o Carrefour de crime de racismo.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.