5 de jun de 2009

RS: Yeda (PSDB) tem a pior avaliação entre os governadores, 70% defendem impeachment

Yeda Crusius (PSDB)

51% dos gaúchos considera a administração ruim ou péssima; servidores públicos realizam vigília para pressionar por CPI

Da redação do Brasil de Fato

A gestão da governadora Yeda Crusius (PSDB) no Rio Grande do Sul foi considerada ruim ou péssima por 51% por cento da população de acordo com uma pesquisa do Datafolha divulgada quarta-feira (dia 3). Em março, na última avaliação do Instituto, esse índice era de 49%.

Segundo a pesquisa, 57% por cento dos gaúchos disseram acreditar em corrupção no governo estadual e 70% defendem o impeachment de Yeda. Já o percentural de pessoas favoráveis à abertura de uma CPI para apurar se a governadora está envolvida nos casos de corrupção é ainda maior, 88%.

Yeda obtém, assim, o índice de reprovação mais alto já registrado por um governador desde que o Datafolha iniciou seus trabalhos. Até então, o recordista era o ex-governador de Santa Catarina, Paulo Afonso (PMDB), com 48% de ruim e péssimo, em dezembro de 1998.

Vigília

Nesta semana, servidores públicos gaúchos realizam uma vigília na Praça da Matriz em Porto Alegre para pressionar a Assembleia Legislativa pela instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Corrupção, que investigaria as denúncias de irregularidades do governo Yeda.

Os trabalhadores colocaram, em frente ao prédio da Assembleia, cartazes dos 16 deputados que já assinaram o requerimento da CPI e realizaram visitas aos deputados que ainda declaram estar em dúvida a respeito da necessidade de investigações. Ainda faltam três assinaturas. A aposta dos servidores é na bancada do PDT, que ainda tem três deputados que não assinaram o requerimento.

A vigília também foi marcada pela truculência dos seguranças da Assembleia Legislativa, que tentaram impedir o protesto. De acordo com os trabalhadores, os seguranças arrancaram e rasgaram os cartazes e as faixas pendurados nas grades da esplanada, que fica do lado externo do prédio.



Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.FabioRodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

2 comentários:

  1. "Quem tem rabo de palha, não toca fogo no dos outros!" - "Quem tem telhado de vidro, não atira pedra no alheio!". São sentenças máximas do Povo e sábias! O PSDB e seu fiel escudeiro DEM, de há muito, apregoam aos quatros costados, a ética, a austeridade, a honestidade, sempre incriminando o Partido dos Trabalhadores, aproveitando-se da fraqueza de alguns indivíduos do PT e generalizando como se o pecado fosse do Partido, como um todo. Durante as CPIs e CPMIs (correios, mensalão, bingo) com a ajuda da Mídia Cretina, sedenta do sangue, exclusivamente, do Operário Brioso, desviavam a atenção do Público para encobrir sua imensa reserva de corrupção. Agora, o Povo está vendo, está descobrindo aonde reside todo este poço de lama. Governador da Paraíba, do PSDB, caçado por corrupção, Yedda "CRUZ CREDO", do PSDB gaucho, navegando por mares sempre dantes navegados, a Geena da corrupção. Este é o desespero dessa famigerada coligação de mentirinha, de hipocrisia (PSDB/DEM). Aliás, quando o PFL começou a soçobrar, sentiu a necessidade de trocar de sigla, para ver se ludibriava a população. Então o engodo engravidou a corrupção e desta gestação nasceu o Partido dos Democratas. Qual seria a sigla? A princípio adotaram PD. Mas, quando começou a circular, o povo informou que PD era sigla de Peido, razão da alteração para Democratas, ainda mais porque, subservientes como sempre aos arrogantes moços do Norte do Continente, adotaram o epíteto daquele partido estadunidense.

    Jesus Fonseca

    ResponderExcluir
  2. Fonseca,

    Não defendendo, apenas esclarecendo, a cassação do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) foi motivada pela acusação de ter distribuído 35 mil cheques a cidadãos carentes durante a campanha eleitoral de 2006, por meio de programa assistencial da Fundação Ação Comunitária (FAC), vinculada ao governo estadual.

    Abraço fraterno,

    Fábio Rodrigues.

    ResponderExcluir

Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.