29 de mai de 2009

Políticos e os discursos vergonhosos


Por Fábio Rodrigues

Muitas são as denúncias de imoralidade com o dinheiro público. Não sobra ninguém e nenhum partido. Tem de todos os naipes. Tem os "moralistas", tem os "éticos", tem os "descarados", tem os "santinhos", tem os "cara-de-pau", todos com um dedo, pé, perna ou corpo todo na lama.

Os discursos são dos mais diversos também: "irei devolver o dinheiro", "foi a primeira vez", "não sabia que era proibido", "fiz por que meus pares vinham fazendo", entre tantos e outros.

Têm político reclamando que não tem direito ao contraditório, não tem espaço na mídia, na imprensa. Espaço pra que Parlamentar? Para justificar o injustificável, para tentar mais uma vez dar desculpas esfarrapadas. Chega de políticos de faz de conta, e que venha 2010!

Por último vem a Heloísa Helena com essa: "Não faço parte de nenhum dos bandos políticos de Alagoas e Brasília que fazem orgias, políticas e sexuais, com dinheiro público roubado". Dizendo que fez suas ações baseada na "Legalidade Institucional vigente".

Que dizer vereadora Heloísa Helena que ações imorais, como a sua relativa às passagens aéreas, não importa a imoralidade da ação, basta ter um documento formal que autorize a prática que vale tudo.

Não aceitamos essa desculpa fraca, pois como parlamentar decente deveria ter solicitado a edição na norma legal para moralizar o uso de passagens, e não compactuar com práticas ortodoxas e imorais.

Assim deve ser todos os políticos que se acham no direito de se omitir de todo esse lamaçal. Pois deveriam ter buscado fazer o dever de casa, fiscalizar primeiramente a Casa onde tem mandatos legislativos. Quais políticos têm moral para fiscalizar qualquer Executivo, se nas suas próprias casas a regra é mordomias e orgias de diversos tipos com a verba pública.

Os parlamentares que fizeram coisas erradas são culpados, os que se omitiram e deixaram a farra continuar também são culpados. Pois não se admite que o parlamentar assuma um mandato e diga: "Vou fazer o meu, o resto que se ferre". Que história é essa, cadê a moralidade pública?

Os políticos irão mudar para melhor por bem ou por mal, isso é indiscutível. A sociedade exige e isso não será modismo algum, será uma realidade vigente e crescente em todo o Brasil.

Postagens relacionadas: "Devolver pooooode", clique aqui.
"Até tu (Santa) Heloísa Helena?", clique aqui.
"A culpa é de quem mesmo?", clique aqui.


Postado originalmente às 11:00 - 10/05/2009.
(Novos comentários)


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.fabiorodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

4 comentários:

  1. Interessante. Bom, essas 'desculpas' parecem de um menino que pega um bombom escondido e depois devolve pedindo desculpas. Sarney não é nenhum novato na política, está há 50anos. Não podemos agir da forma que 'o que não é proibido é permitido'. O que é permitido deve estar na lei! Eles são pessoas públicas e tem a imagem e suas ações expostas para todos o observarem. Na época da colônia ter parentes indicados, favorecimentos e benefícios era coisas 'normais' pois, à luz da época, era normal. Mas hoje não é. Os tempos mudaram, a república foi instalada e as pessoas devem agir segundo suas características, compreender o ontem para melhor fazer o hoje.

    Parabéns pelo blog
    Ribamar/COOS

    ResponderExcluir
  2. Ola Ribamar,

    Obrigado pela visita, comentário e elogio.

    Essas desculpas são sem dúvida para tentar enganar boa parte da sociedade que ainda não possuem uma boa formação educacional.

    O Sarney é um menino ingênuo, chegou ontem na política!

    No ambiente público só se pode fazer o que está na Lei, isso é o abc das normas. No ambiente privado é que podemos fazer além das normas, desde que não seja proibido.

    Porém, muitos políticos vem agindo com o dinheiro e patrimônio público de forma particular, isso se chama patrimonialismo, confundir o público com o privado, e nesse caso dos políticos não é mais confundir e sim eles já tomaram conta do público, fizeram de nossos impostos extensão dos seus patrimônios.

    Uma vergonha nacional. Que venha 2010!

    Abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  3. Fábio. Excelente texto, acredito que a renovação que você já clamava em 2009 aconteceu em parte esse ano. Os parlamentares precisam deixar de ser um bando de cara-de-pau. Uma renovação com qualidade precisa acontecer, de forma gradual e constante. Parabéns pelo blog. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Texto muito legal. Os jovens precisam acordar para participação efetiva na política. Boa sorte ao blog nessa tarefa de multiplicar atitudes de cidadania.

    ResponderExcluir

Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.