20 de mai de 2009

"Os senadores de Pernambuco se colocaram contra os interesses de Pernambuco" - Fernando Bezerra Coelho

Guerra (PSDB), Maciel (DEM) e Jarbas (PMDB)


“Jarbas, Maciel e Guerra estão contra Pernambuco”

Por César Rocha, no seu Blog

O secretário de Desenvolvimento Econômico do estado, presidente do Porto de Suape e do Santa Cruz Futebol Clube, Fernando Bezerra Coelho, bateu duro hoje nos três senadores pernambucanos por causa do apoio que dão à CPI da Petrobras.

Fernando Bezerra, socialista graduado, homem da mais alta confiança do governador Eduardo Campos, concedeu a seguinte entrevista ao repórter Josué Nogueira, da equipe de Política do Diario de Pernambuco:

Existe realmente o temor de atrasos na refinaria de Pernambuco por causa da CPI da Petrobras?
Eu questiono a que interesses atende a instalação dessa CPI. Ao interesse da transparência não é. Está claro que não é, porque já temos diversos órgãos investigando isso. Atende aos interesses de quem? Daqueles que querem atrasar as obras estruturadoras por um objetivo meramente eleitoral, tendo em vista que a eleição presidencial se aproxima? Atende aos interesses do PMDB, que quer negociar os cargos que lhe foram negados?

Mas esse posicionamento não é precipitado, antes de as investigações começarem?
Como precipitado? Como precipitado uma coisa que pode ferir os interesses de Pernambuco? Então, ninguém se detém em defesa dos empregos que vão ser adiados? A CPI vai ser instalada e tem um prazo de 180 dias. Uma empresa como a Petrobras, que tem ações em bolsa, já auditadas por empresas internacionais, será que ela vai dar a mesma velocidade à assinatura dos contratos, enquanto essas coisas não forem eliminadas do debate político? Quanto tempo vai levar para a CPI se instalar e ouvir depoimentos? A Petrobras terá de ter a obrigação de acabar com esse debate político. As explicações terão que ser dadas. Agora, existe um rito dentro da CPI. Tem prazos, relatórios a serem feitos. Quanto tempo isso vai demorar? E os empregos aqui, no momento em que a economia está em crise? Quem vai defender? Quem vai dizer que causou e acarretou o atraso em 22 mil empregos? Acham que isso não custa nada? Custa, está custando caro a Pernambuco isso. É um absurdo que interesses menores…estou falando que são menores em relação aos interesses de Pernambuco. Investimentos que representam talvez 30% do PIB do estado estão sendo questionados pela própria representação pernambucana por um pretexto que não engulo.

O senador Jarbas Vasconcelos fez um discurso duro em defesa da CPI…
Estou querendo me contrapor a ele. Porque ele quer pegar a bandeira da transparência, da ética, quando se tem instrumentos próprios para isso. Quando se pediu a CPI do Sivam (Serviço de Vigilância da Amazônia), o que dizia o PSDB? O que diziam os governadores? Não deixaram abrir a CPI. Quantas e quantas outras não foram abortadas no governo de Fernando Henrique Cardoso? E agora, quando temos investimentos relevantes aqui no estado, surge uma CPI dessa, que coloca a Petrobras a uma exposição política. A Petrobras sempre responde pelos seus atos. Isso é uma questão institucional. Sempre que houver sobrepreço, comportamento inadequado, ela tem que esclarecer e que as providências sejam tomadas.

Jarbas afirma que quem abriu a politização da Petrobras foi o governo Lula…
Será que foi? Onde Jarbas estava quando a diretoria da Petrobras foi nomeada por apadrinhados políticos? O que que é isso? Quantos e quantos foram nomeados no governo FHC atendendo a reivindicações partidárias? Será que as indicações partidárias na Petrobras começaram com Lula? Paciência, rapaz! Está achando que o mundo começou agora? Não existe. Estou me posicionando porque acho que os senadores de Pernambuco se colocaram contra os interesses de Pernambuco. Essa é a grande verdade. E com o falso pretexto da moralidade e da transparência, que não cola. Na realidade, o que se pretende é atrasar os investimentos. É uma picuinha político-partidária em função da eleição presidencial que se avizinha.

Jarbas afirma ainda que a CPI não é o fim do mundo e…(a pergunta continuaria: …lembrou que mais impactante foi impeachmente do presidente Collor há 17 anos, mas que acabou sendo benéfico para o país).
O mundo se acabar, claro que não vai. A Petrobras é maior que a CPI. Agora, dizer que essa manobra não está atrasando os investimentos para Pernambuco é querer duvidar da inteligência dos outros.


Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.fabiorodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.