13 de abr de 2009

PT tem mais apoio do que PSDB


Das cinco regiões, o quadro é melhor para os petistas em quatro delas

Por Rafael Gomes, no Jornal O Tempo

O processo de escolha dos nomes que vão concorrer à Presidência da República já está em curso. Diversos fatores são analisados pelas direções dos principais partidos envolvidos. Além da figura do candidato e do plano de governo, as alianças nos Estados são fundamentais na disputa. Para se vencer a eleição no Brasil, é necessário mais do que um bom nome. É preciso conquistar apoios fortes em cada Estado e garantir boa votação em todos eles. E, nesse quesito, a popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva faz com que o PT esteja um pouco à frente do PSDB no quadro geral.

Levando em consideração a situação dos atuais governadores, do cenário político em cada Estado e os nomes dos pré-candidatos, os petistas levam vantagem em quatro das cinco regiões do país.

A região onde o PT está mais forte é a Nordeste. Dos nove Estados da região, em oito há nas pesquisas uma vantagem de candidatos de partidos da base aliada do governo. Apenas em Pernambuco há um equilíbrio de forças entre candidatos governistas e de oposição.

A análise reflete a força do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em sua região de origem. O Nordeste também é onde há maior número de beneficiados do Bolsa Família, principal programa assistencial do governo que deve ser explorado na provável candidatura da ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

A região Sul também é outra área onde o PT é bastante forte, tradicionalmente. Problemas enfrentados pelo governo de Yeda Crusius (PSDB) no Rio Grande do Sul podem permitir que dois partidos da base governista - PT e PMDB - se enfrentem. Bom para a campanha de Dilma, que poderá ter dois palanques fortes no maior Estado da região. Uma indefinição quanto ao candidato da base governista para suceder Roberto Requião (PMDB) no Paraná, pode fazer com que o PSDB ganhe força no Estado que tem 7,2 milhões de eleitores.

Mas os tucanos estão mais fortalecidos, no momento, nos dois maiores colégios eleitorais, comandados pelos principais nomes do partido para a disputa ao Palácio do Planalto no ano que vem. José Serra e Aécio Neves têm boa aceitação em São Paulo e Minas, responsáveis por 33% do eleitorado brasileiro.
Os tucanos ainda levam vantagem na região Centro-Oeste, com bons palanques em Goiás, Mato Grosso e no Distrito Federal. Em compensação, a base governista tem a maioria dos pré-candidatos a governador lançados até agora na região Norte do país, incluindo Amazonas e Pará, principais polos da região. Lá, Dilma deverá ter fortes palanques.

Eleitorado

Divisão. O Brasil tem 130 milhões de eleitores, segundo o Tribunal Superior Eleitoral. Cerca de 33% deles moram em São Paulo e Minas Gerais. Outros 27% estão distribuídos por Estados do Nordeste.



Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.fabiorodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.