19 de abr de 2009

Congresso: povo bravo perde a paciência

Ricardo Kotscho


Por Ricardo Kotscho, no seu Blog

Como faço todos os domingos, no balanço da semana, publico abaixo o levantamento das matérias mais comentadas no Balaio, na Folha e na Veja:

Balaio

Congresso: 498

Lei Antifumo: 133

Profissão: jornalista: 86

Folha

Congresso: 95

Artigo de Ferreria Gullar: 84

Educação: 43

Veja

Vestibular: 35

J.R.Guzzo: 17

Cigarro: 16

No Balaio, os posts sobre o deboche e a farra do Congresso Nacional, consumada ao legalizar todas as acintosas práticas de mau uso do nosso dinheiro reveladas esta semana, provocaram comentários cada vez mais irados dos leitores/eleitores, que estão perdendo a paciência. Seria bom que deputados e senadores pedissem a algum dos seus milhares de assessores para darem uma olhada no Balaio _ não necessariamente no que escrevo, comentários bastante singelos diante da situação, mas no sentimento de revolta crescente dos seus eleitores.

Cresce o número daqueles que pregam o voto nulo ou voto facultativo, defendem o boicote às eleições, querem sair às ruas e até pegar em armas, fuzilar, queimar e degolar parlamentares.

Os comentários foram publicos nos posts sobre a proposta de plebiscito do senador Cristovam Buarque (PDT-DF) para o povo decidir se quer ou não o fechamento do Congresso, publicado na terça-feira, e a farra das viagens de parentes e amigos de parlamentares ao exterior, por nossa conta, na quinta.

Cristovam mexeu numa ferida aberta. Um assunto acabou cruzando com o outro, na medida em que grande parte dos leitores defende, desde a semana passada, o fechamento do atual Congresso e a convocação de novas eleições, o que não quer dizer que queiram a volta da ditadura, embora alguns mais furiosos até sintam saudade dela.

É assustador o grau de indignação dos leitores que me escrevem de todas as partes do país. Ressalte-se que no Balaio não se trata de sala de bate papo entre tietes, mas de comentários bem fundamentados com argumentos, lidos e moderados um a um, publicados desde que não contenham ofensas e abobrinhas e contribuam para o debate de idéias e não de egos ou preconceitos.

Selecionei trechos de algumas destas manifestações que dão uma pequena amostra do que estou falando, como os leitores poderão ver abaixo.

B. Assis (15:34): “Ou mudamos no voto ou mudamos no cacete. Eu ainda estou preparado para pegar em armas, mesmo com 61 anos”.

Rita (16:29): “Até quando? Está na hora de irmos pra rua, derrubar o Congresso”.

José C. Barostti (16:19) ainda mostra alguma esperança: “Mas isso há de acabar um dia…”.

Márcio (14:45): “Será que os bons que lá estão, e que são exceções, também perderam a vergonha na cara? Reajam para o bem da democracia.

Maria Dojas (12:37): “Tenho uma sugestão. Fechar as portas do Congresso e meter fogo com todos dentro”.

Lúcio Ricardo (21:55): “Como eu fico? Cara de palhaço, nariz de palhaço, isto é, um palhaço completo. De agora em diante defenderei o voto nulo, pois não confio em nenhum desses políticos que nos representam tão bem. VOTO NULO NELES!!!!!!!!”

Lucas (9:27): “E que seja derramado sal sobre o solo maldito do Congresso Nacional. Brasil acima de tudo!”

Raphael Garcia (4:55): “Eu tenho 23 anos mas já me sinto um velho em termos de esperança”.

N. Zwiebel (1:51): “Será que esta corja lê a Bíblia, tem filhos, tem netos? Será que não tem vergonha na cara? E o governo não tem dinheiro para acertar a aposentadoria? Vão para o inferno!”

Roberto Prado (0:11): Cuidado, senhores, a paciência dos pacatos brasileiros pode acabar-se muito em breve”.

Em tempo: como sei que vou ficar muito nervoso com o jogo do meu São Paulo desta tarde contra o Corinthians, qualquer que seja o resultado, hoje não me arrisco a escrever o comentário de futebol de todos os domingos.

Bom final de domingo para todos os caros leitores do Balaio.



Não deixe de comentar nossas postagens.

Gostou desse assunto, envie para seus contatos.

Obrigado pela visita e esperamos sempre sua volta.

Site: http://www.fabiorodrigues.com
Contato: fabiorodrigues@fabiorodrigues.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique no link "Postagem(ns) mais antiga(s)" (acima), para continuar lendo nosso blog. E a qualquer momento clique no link "Início" para voltar a página inicial.